NadaFrágil.com.br

Ameaça invisível: o que são as varizes pélvicas?


Fabíola Cunha

Quando se fala em varizes, o que vem à mente são as veias escuras e dilatadas que cobrem as pernas, em especial das mulheres e na região dos tornozelos e joelhos.

varizes

Porém, as varizes podem aparecer em diversas regiões do corpo, tanto de homens e mulheres. Uma das manifestações desse problema ocorre na região do abdome: são as chamadas varizes pélvicas.

Elas não são visíveis e muitas vezes passam despercebidas, mas quando se manifestam tendem a criar dor abdominal crônica abaixo do umbigo, acompanhada de uma sensação de peso e fadiga na região.

Como se formam as varizes pélvicas?

varizes

As veias que se dilatam estão localizadas ao redor do útero, trompas e ovários, dificultando o retorno do sangue para o coração. As veias ovarianas convergem para a veia cava inferior, do lado direito, e para a veia renal, do lado esquerdo.

Essas veias possuem válvulas, assim como as da perna, que passam a funcionar de forma insuficiente, prejudicando a drenagem do sangue da região pélvica.

Essas varizes podem ser um problema caso a mulher queira engravidar – é necessário tratar a condição antes e ter consciência de que a gestação vai piorar os sintomas e calibre das veias varicosas.

Fatores hereditários e hormonais, sedentarismo e excesso de peso contribuem para o aparecimento e piora do quadro.

Como é feito o diagnóstico das varizes pélvicas?

varizes

O médico pode diagnosticar esse problema com exames como o eco-doppler, tomografia abdominal ou pélvica e angiorressonância. A flebografia é considerada o melhor exame e é reservada para quando há necessidade de cirurgia – o acesso do exame é o mesmo do procedimento terapêutico.

Tratamento para varizes pélvicas

varizes

O tratamento para as varizes pélvicas pode ser com medicamentos ou cirurgia. A dilatação das veias pode ser diminuída com remédios por via oral, mas nem sempre isso ocorre.

A embolização das varizes pode ser recomendada – é um procedimento pouco invasivo, com anestesia local, sem necessidade de internação prolongada.

Quer saber mais? Não deixe de ler nossa matéria sobre varizes: causas e tratamentos!

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *