NadaFrágil.com.br

Aprender um Novo Idioma pode Alavancar sua Carreira


Eliana Lee

Parece difícil acreditar, mas ainda existem profissionais que não tem nenhuma noção de outro idioma, por mais “básica” que essa noção seja. Se você ainda faz parte desse grupo, atenção:  já está mais do que comprovado que aprender uma segunda língua é um item importante para conseguir boas posições numa empresa ou simplesmente encontrar o emprego ideal.

Se você já está planejando há algum tempo “mergulhar” nessa aventura que é aprender outra língua, saiba que a hora é mais do que favorável. Com a proximidade de eventos internacionais em terras brasileiras, o número de ofertas de vagas em escolas de idiomas só aumentou. Empresas também estão oferecendo cursos para seus funcionários e a Internet possui diversos portais que ensinam de maneira remota, sem que você precise sair de casa. Portanto, junte suas forças e sua coragem e parta rumo ao sucesso!

Leia também nosso artigo sobre cursos de inglês on-line.

Que outra língua devo aprender?

BilíngueIsso depende. Vários fatores podem colaborar na hora de sua decisão: presença do idioma na sua família, exigência do emprego, vontade própria, facilidade de aprendizagem… Porém, o fato é que a grande procura atual é, com certeza, pelo inglês.

Se antigamente saber inglês era um diferencial, hoje em dia, saber inglês é algo quase trivial. Ou seja: saber inglês deveria ser um dos pré-requisitos mínimos para se conseguir boas colocações em determinadas empresas e, consequentemente, aumentar o salário.

O inglês se tornou uma espécie de “língua mundial”, aquela que é aprendida e ensinada em diferentes países ao redor do globo. Isso se deve principalmente ao poderio americano em grandes negociações econômicas entre povos, em eventos culturais e esportivos, na literatura e na ciência e também por causa da grande difusão feita pela indústria musical e cinematográfica.

O bacana de se aprender inglês é que diversas culturas e países abrirão as portas para você. Saber se comunicar com pessoas ao redor do mundo amplia sua capacidade de agregar conhecimentos, assimilar informações, descobrir possibilidades e formular novas soluções; qualidades essenciais para quem deseja crescer na carreira profissional.

Isso não significa, porém, que você seja obrigada a escolher o Inglês como segunda língua. Se sentir maior vontade e mais disponibilidade para aprender outra língua, qualquer que seja, você pode (e deve) investir nessa possibilidade.

Um verdadeiro exercício para o cérebro

Não parece, mas além de ajudar sua carreira, aprender outro idioma vai fazer um bem enorme… para o seu cérebro! Isso mesmo! Aprender outra língua (assim como aprender a tocar um instrumento) é uma habilidade excelente para exercitar sua mente.

Ao ouvir músicas, assistir a filmes, ler artigos na Internet ou mesmo os livros do momento em outra língua, você aciona sua memória e todas as “ferramentas” disponíveis em seu cérebro, obrigando-o a trabalhar seletivamente com uma língua ou outra. O resultado é que você ganha em atenção, interpretação, raciocínio lógico e ainda dá um upgrade na memória.

Bilíngue

Afinal, qual a melhor escola ou curso?

Você pode ainda não ter se dado conta, mas lá vai uma grande verdade: assim como ninguém é igual a ninguém, nós também possuímos maneiras diferentes de aprender!  Nossa personalidade e nossas aptidões variam (e muito), e são elas que definem de que forma absorvemos conhecimento.

Antes de se matricular na primeira escola que encontrar ou naquela que é tida como a “mais famosa”, só porque ela aparece na TV toda hora, reserve um tempinho para pesquisar metodologias.

Se você se matricular numa escola que utiliza uma abordagem ou metodologia que não te agrada, dificilmente você irá concluir o seu curso. Ou pior: você vai acabar detestando o idioma e chegar à conclusão de que não consegue aprender!

Portanto, mãos à obra: faça uma lista de escolas para visitar. Não fique presa apenas ao preço da mensalidade, mas peça para conhecer a escola, o material didático, como são os professores, como são as aulas, etc. Outro detalhe importante é saber quanto tempo em média demora o curso. Não acredite cegamente em escolas que garantem a fluência de um idioma em pouquíssimo tempo. Vale repetir: cada um aprende de um jeito e num ritmo; e o seu ritmo é só seu! A escola deve saber respeitar sua progressão e sua individualidade! Se houver possibilidade, agende uma aula experimental para conhecer melhor a escola e só então se decida. Opte pelo lugar que fez com que você se sentisse mais a vontade, que utilizou atividades que tem a ver com sua personalidade e onde você sentiu mais confiança.

BilíngueCursos via Internet são uma ótima opção para quem dispõe de pouco tempo, mas é preciso checar informações, comparar opiniões de quem já utilizou o método e tirar todas as suas dúvidas antes de realizar a matrícula. De novo, vale lembrar: opte pelo curso que tem a sua cara e pelo qual você se sentiu mais atraída.

Keep calm and carry on!

No começo, é normal se sentir meio “perdida”. Não se desespere, nem desanime. Lembre-se que valerá muito a pena acompanhar seu próprio progresso, aos pouquinhos. E mesmo após alcançar a tão sonhada fluência em outro idioma, não se esqueça de renovar suas ideias e aprender mais todos os dias. Utilize a Internet para se aperfeiçoar sempre mais. Faça amigos no exterior. Converse (e cante) em outros idiomas. Viaje. Lembre-se que a aprendizagem é algo para o resto da vida. Com dedicação, é possível ser sempre um pouquinho melhor e chegar cada vez mais perto da excelência. Good Luck!

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta