NadaFrágil.com.br

Como Escolher a Escola Ideal Para seu Filho


Eliana Lee

Seu filho cresceu. Chegou a hora de matriculá-lo numa escola, mas você não faz ideia do que levar em consideração na hora da pesquisa. Você visita todas elas e cada uma parece ter algo (ou várias coisas) que realmente vale a pena. Aí surgem as dúvidas do tipo: “O que devo priorizar?”, “Será que ele vai gostar desta escola?”, “O que é proposta pedagógica?”… A lista de perguntas é grande porque a escola não é apenas um lugar onde ele aprenderá conteúdos disciplinares; ali ele também desenvolverá suas relações sociais e sua visão de mundo. Antes de perder a cabeça com tantas dúvidas, considere nossas dicas para auxiliar você nessa difícil e importantíssima tarefa.

Antes de mais nada, faça uma visita

Escola IdealFaça uma pesquisa prévia no bairro / cidade e descubra quais escolas mais se encaixam com o perfil e idade de seu filho. Visite todas elas. Geralmente, as escolas disponibilizam funcionários especialmente contratados para recepcionar novos pais, tirar suas dúvidas e mostrar toda a estrutura escolar. Observe questões de segurança, espaço físico, quadras esportivas, pátio de recreação, cantina escolar, condição dos sanitários, laboratórios e salas ambientes. Pergunte também a respeito de salas de informática e centros de leitura / bibliotecas.

Outro diferencial que deve ser levado em consideração é se a escola oferece cursos extracurriculares como dança, teatro, música, artes marciais, etc. Sabemos que esse tipo de atividade, além de prazerosa, ajuda a educar socialmente a criança, além de desenvolver sua “inteligência corporal”. Uma boa escola deverá disponibilizar o maior número possível de ambientes diferentes para o aprendizado de seu filho.

Qual a proposta pedagógica da escola?

Para quem é leigo na área da educação isso pode parecer um bicho de sete cabeças. O ideal é que o profissional da escola saiba explicar a você de maneira bem facilitada como é a abordagem educacional na escola que você está visitando.

A proposta pedagógica é o trabalho escolar efetivo. Cada escola tem autonomia para produzir esse documento (que você Escola Idealpode solicitar para ler, inclusive) em que define como são as “regras” da unidade escolar nos âmbitos financeiros, administrativos e pedagógicos. Há escolas cujo método de ensino estimula mais a curiosidade do aluno, trabalhando com situações e instrumentos diferentes, permitindo que ele próprio, com o auxilio dos professores, alcance o conhecimento. As escolas que priorizam o conteúdo costumam ter uma abordagem mais “pesada” com relação à estudo, apostilas e trabalhos. Descubra onde seu filho desenvolveria melhor sua aprendizagem. Cada criança tem suas próprias características e cada um aprende de um jeito.

Observe também se a escola vai da Educação Infantil ao Ensino Médio.Se você pretende deixar seu filho lá por um bom período de tempo (ou durante toda a sua vida escolar), leve em consideração matriculá-lo numa escola que disponibilize todos os ciclos educativos. A melhor proposta pedagógica é aquela que você sente que atenderá as suas expectativas assim como as de seu filho.

A distância é importante, mas não pode ser item decisivo

Não escolha a “Escola X” apenas por ser mais próxima de sua casa. Vários fatores devem ser levados em consideração, e a distância é um deles (principalmente se você for pagar à parte o transporte para levá-lo e trazê-lo de volta pra casa), mas não é tudo. Não vale a pena economizar no trajeto se o método oferecido pela escola não é o ideal ou seu filho não se identificou com ele. O mesmo vale para instalações que você não considerou apropriadas ou seguras.

Faça a sua parte!

Escola IdealLembre-se que a escola ainda fica em segundo plano na educação essencial de seu filho. Sua parte é extremamente importante e é de você que seu filho deve receber os exemplos que levará consigo por toda a vida. Mostre a ele sua participação efetiva e o quanto ele é importante e amado. Participe das reuniões escolares. Se houver sistema de comunicação entre pais e filhos via agenda, e-mail ou coisas do gênero, não deixe de escrever sempre que possível. Pergunte a ele do que está gostando mais e ajude-o com as tarefas diárias. Existem assuntos os quais talvez você não saiba exatamente como ajudar, mas acredite: só o fato de sentar-se ao lado dele durante alguns minutos diários já vai enchê-lo de confiança por saber que, apesar de estar crescendo, ele não está sozinho.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta