NadaFrágil.com.br

Filhos que dormem com os pais: é saudável?


Calila Galvão

Qual mãe nunca se sentiu tentada a deixar o filho dormir juntinho com os pais? Isso pode ser muito bom nas primeiras semanas após a criança chegar em casa, mas quando se torna um hábito pode causar muitos prejuízos. Estes, por sua vez, não ficam apenas para as crianças, mas também para os pais.

Filhos que dormem com os pais: é saudável?

Esse comportamento é o que os cientistas chama de Cama Compartilhada. Mas será que só tem pontos positivos? Você certamente já ouviu muita gente dizendo que os filhos não devem dormir na cama dos pais. Porém, existe sim um ponto positivo e comprovado cientificamente de que o bebê dormir ao lado da mãe pode trazer benefícios.

Os benefícios da Cama Compartilhada

Um antropólogo chamado James McKenna criou um conceito chamado “Breastsleeping”. Esse termo é a junção das palavras amamentação e sono e o pesquisador conseguiu, através de pesquisas, comprovar que quando o bebê dorme com a mãe muitas vantagens podem sair daí.

Filhos que dormem com os pais: é saudável?

Depois de 38 anos de pesquisa, James conseguiu perceber que essas crianças apresentavam um melhor desenvolvimento intelectual e físico quando comparado aos bebês que dormiam separadamente. Ele afirma que o contato com a mãe proporciona isso. A defesa dele se baseia na seguinte questão: o bebê passa longos 9 meses dentro do corpo da mãe e essa separação tão abrupta na hora do parto deve ser minimizada com esse contato mais próximo.

Há restrições?

Sim, há algumas restrições quanto à cama compartilhada. Em algumas circunstâncias muito específicas não é aconselhável que o bebê durma na mesma cama dos pais. São elas:

  • Bebê prematuro;
  • Pais alcoólatras;
  • Usam drogas;
  • Fumantes;

Outro benefício da cama compartilhada é a estimulação da criança para que ela consuma mais leite materno. Quando bebê e mamãe estão dormindo juntos, a quantidade de mamadas pode aumentar cerca de 3 vezes por noite. Isso aumenta a proteção da criança contra uma série de doenças e infecções.

Pontos negativos da Cama Compartilhada

Filhos que dormem com os pais: é saudável?

Várias campanhas já foram feitas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e também pelo Ministério da Saúde para que o bebê sempre durma de barriga para cima. Isso reduz consideravelmente o risco de morte súbita. Por conta disso é aconselhado que o bebê durma, até os 6 meses de vida, num berço ao lado da cama dos pais.

Mas porque dormir ao lado e não na cama dos pais? Outra recomendação da OMS é evitar que as crianças durmam com os pais. Vários acidentes podem acontecer durante o sono: os pais podem empurrar, chutar para fora da cama e até mesmo rolar por cima da criança. As chances de sufocamento também aumentam.

Filhos que dormem com os pais: é saudável?

Outro problema é a grande dependência que os filhos acabam criando pelos pais e, depois, fazer com que eles comecem a dormir em seu próprio quarto pode ser bem mais complicado. Portanto, o que a maioria recomenda é que após os 6 meses a criança passe a dormir em sem próprio quarto.

Além disso a vida do casal pode ficar seriamente prejudicada e os pais têm que abrir mão da intimidade por um longo tempo. Quanto maior for esse período pior será tanto para a criança quanto para eles.

Se você gostou desse texto vai gostar também das dicas de Como Fazer o seu Bebê Dormir a Noite Inteira!

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta