NadaFrágil.com.br

Qual o melhor tratamento para Estrias?


Leticia Moraes

As estrias são cicatrizes que se formam quando se estica a pele de modo abrupto, ou seja, quando a membrana localizada na derme responsável por garantir a elasticidade da pele, é forçada ou rompida. A estria, portanto, é o resultado do processo de cura das retículas de fibras de elastina da pele. Esta delicada membrana é facilmente danificada quando a pele sofre algum trauma (rasgos, distensões) ou se vê obrigada a estirar e restringir muito rapidamente para adaptar-se às dimensões físicas que ela não está acostumada. Isso ocorre, por exemplo, durante o intenso crescimento que ocorre na adolescência ou na gravidez. Neste último caso, a retícula elástica é exposta à tensão excessiva e imediata.

tratamento para estrias

As estrias que aparecem nos seios são geralmente resultantes do estiramento forçado da pele nesta área, que é muito delicada, e isso acontece não só nas ocasiões em que a glândula mamária aumenta de volume e há um excesso de peso, mas também na adolescência, na gravidez e no período da amamentação, e ainda durante as atividades com movimento. Deve-se lembrar que os seios são mais frágeis porque eles não têm músculos e são formados de tecido adiposo e glândulas, que apenas se apoiam nos peitorais.

Leia também nossa matéria sobre cremes para estrias.

Conhecendo e atuando sobre as causas

A falta de elasticidade da pele é o principal responsável pela formação de estrias, então a melhor maneira de evitá-las é resolver o problema, melhorando a elasticidade da pele. Os especialistas afirmam que a ausência da elasticidade da pele pode ser causada por falta de vitaminas E, C, ácido pantotênico (vitamina B5) e minerais como zinco, cobre e silício. Portanto, o primeiro cuidado, especialmente em períodos de maior risco, deve ser prestar especial atenção à dieta, que deve conter esses nutrientes.

[sam_zone id=”3″ codes=”true”]São especialmente importantes a vitamina C e o cobre, já que ambos estimulam a produção de colágeno novo e melhoram o colágeno já formado. Já as enzimas têm um papel importante no processo de transformação de colágeno novo em colágeno maduro e para que cumpram sua função exigem a presença de vitamina C e cobre.

Para reduzir o risco de aparecimento de estrias e envelhecimento da pele, portanto, é importante incluir na dieta diária alimentos contendo esses nutrientes.

O que fazer nas situações de maior risco

tratamento para estrias

As mulheres de pele seca são mais propensas a ter estrias que aquelas que têm pele oleosa, portanto nos períodos de maior risco (crescimento físico, gravidez, amamentação e exercícios), deve-se cuidar mais ainda da hidratação da pele.

Adolescência: neste período, ocorre um crescimento rápido e as pessoas tendem a comer de forma inadequada. Os dois fatores juntos podem favorecer o aparecimento das estrias na pele. Os seios, acima de tudo, são a parte mais vulnerável, porque neste momento eles gradualmente aumentam volume, determinando uma forte tensão em seus tecidos de revestimento. O repentino aumento dos seios enfraquece os tecidos da mama, sobretudo no caso de adolescentes que por questões de herança tenham uma pele com pouca elasticidade.

Nestes casos, é comum as estrias afetem também as glúteos e os quadris, cujos tecidos estão sendo forçados a tensionar-se devido às camadas de gordura que, a partir da puberdade, se localizam nestas zonas, arredondando a silhueta feminina.

Gravidez: durante o período de gestão, as mulheres experimentam uma grande distensão cutânea especialmente na barriga, nos seios e nos quadris. Desde os primeiros meses de gravidez, o peito aumenta de volume, provocando uma sobrecarga nos tecidos que por sua vez produzem uma tensão interna e constante que facilmente favorece o aparecimento de estrias. Este risco é maior em mulheres que amamentam, já que o volume do seios aumentam e diminuem em repetidas ocasiões diariamente.

Dietas de emagrecimento – as dietas demasiadamente drásticas para fazer perder muitos quilos em pouco tempo são responsáveis pelo aparecimento de estrias. Uma perda de peso significativa é quase sempre seguida por uma recuperação rápida dos quilos perdidos e termina por sobrecarregar a retícula elástica com uma pressão que pode rompê-la. O problema se agrava para pessoas que têm a pele pouco elástica e que se submetem a dietas drásticas, com efeito, io-iô, ou seja, causando sobe e diminui de peso em um curto espaço de tempo.

A Solução para as Estrias: prevenir

comida saudável

A melhor maneira de lidar com as estrias é impedir que elas se formem, já que uma pele “rompida”, o melhor que você pode fazer é melhorar sua aparência e dissimular as estrias, mas é muito difícil, para não dizer impossível, fazê-los desaparecer.

Como evitar as estrias? Com uma dieta adequada que deve ser cumprida de forma consciente e com compromisso com seu corpo, especialmente em períodos de risco, e com alguns cuidados externos específicos para cada parte do corpo, como os seios, barriga, quadris e glúteos.

Seios: você deve usar sutiãs apropriados, para sustentar, ainda mais quando for praticar exercícios e esportes. O mais recomendado ‘e evitar modelos com aros ou ferros e investir nos modelos com a chamada “cruzado mágico” nas alças para dar reforço e ajudar a sustentar o peso da mama de maneira uniforme.
E muito importante ainda manter a pele da mama sempre bem hidratada, aplicando após o banho um creme hidratante especial para firmar a pele.

Quadris, nádegas e cóccix: mantenha a pele bem hidratada e evite o uso de roupas demasiadamente apertadas e o atrito das fibras sintéticas.

Tratamento com massagens e óleos essenciais

Um óleo de massagem aplicado adequadamente nas áreas de risco de estrias pode ser a melhor maneira de prevenir as estrias.

Uma receita simples e de fácil aplicação: Misture 20 gotas de óleo de alfazema, 5 gotas de óleo essencial de néroli (óleo similar em aroma ao óleo de Bergamota produzido da flor da laranjeira Bergamota) e 50 mililitros de óleo de gérmen de trigo. Pode-se aplicar em todo o corpo e faça massagem nas zonas de risco (quadris, coxas, cóccix e seios) uma vez por dia.
Uma segunda opção: Colocar para macerar um punhado de pétalas de flores de calêndula para duas semanas. Em seguida, você pode usá-lo como um óleo de massagem antiestrias.

Remédios para dissimular estrias

Após o banho, faça massagens nas áreas afetadas com óleo de germe de trigo e algumas gotas dos óleos essenciais recomendados para massagem (consulte seu dermatologista ou sua esteticista).
Toda noite, aplique creme de estrias à base de jurema, uma planta da família das mimosas que é um poderoso regenerador da pele. Aplique com uma leve massagem com as pontas dos dedos sobre a pele limpa.
Uma vez por semana, faça bandagem, colocando uma compressa embebida em infusão de cha de cauda do cavalo sobre as estrias e deixe agir por 15 minutos.

tratamento para estrias

Tratamentos médicos e estéticos para combater as estrias

A verdade é que as estrias são difíceis de tratar, mesmo para a mais avançada de medicina. Ainda assim já existem várias opções de tratamentos eficazes para remover aquelas estriam mais recentes.

Um dos tratamentos mais utilizados atualmente é a Microdermoabrasão.

Esta técnica é muito eficaz na cura ou para melhorar significativamente as estrias. O tratamento ajuda a melhorar o tom de pele e a produção de colágeno. A microdermoabrasão é feita em clinicas dermalógicas e esteticistas em spas e estética, utilizando um equipamento especial e minúsculos cristais que esfoliam a pele a níveis profundos. Normalmente, é preciso várias sessões para melhorar ou eliminar as estrias.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *