NadaFrágil.com.br

Salto Alto sem Dor


Eliana Lee

Quer saber como usar o Salto Alto sem dor?

O salto alto é, com certeza, uma das coisas mais femininas que já foram inventadas. Eles são capazes de tornar uma mulher mais confiante, segura e elegante, além de serem charmosos e muito bonitos.

Usar sapatos e sandálias de salto alto com bastante frequência, porém, pode não ser uma boa ideia. Por modificarem a passada e a sua maneira de pisar, é provável que no fim do dia você sinta muito cansaço ou até mesmo dor, dependendo do modelo que você escolher.

Utilizar o calçado errado ainda acarreta a má circulação do sangue, prejudicando suas pernas que podem vir a sofrer com vasinhos e varizes futuramente.

Há mulheres, no entanto, que não abrem mão de um salto elegante, até mesmo para trabalhar. Para não prejudicar suas pernas nem maltratar seus pés, separamos cinco dicas uteis e fáceis de serem aplicadas em sua rotina.

Salto Alto

Conforto é tudo

Não adianta ficar chorando na loja de calçados: se aquele modelo não serviu ou tem o bico muito apertado, não banque a mártir. “Forçar” o encaixe do seu pé num calçado que não deu certo é sinônimo de machucado na certa. Opte por modelos confortáveis (algumas marcas, inclusive, fazem questão de produzir linhas de sapatos que priorizem o conforto) e que não sejam muito finos e estreitos na ponta. Espremer e apertar os dedos pode causar joanete e calos, então o mais recomendado é que você escolha aqueles que tenham formato mais arredondado ou retangular. Para trabalhar, experimente saltos menores, de 3 a 5 cm de altura e se você dispor da possibilidade, use tênis ou sapatilhas durante o trajeto e troque de calçado apenas quando chegar a seu destino. Repense se há mesmo a necessidade de usar saltos altíssimos diariamente.

Prepare seus pés

Antes de calçar seus saltos altos e sair de casa, faça uma sessão de alongamento nas pernas e pés. Isso vai ajudar e muito, acredite. Comece esticando as pernas para a frente e leve o tronco e os braços em direção aos pés, dobrando-se. Conte vinte segundos e repita mais três vezes. Depois, sentada, gire seus pés em torno do próprio eixo do tornozelo algumas vezes para a direita e para a esquerda. Só então calce seu sapato.

Evite quando for possível

O ideal seria deixar para usar esse tipo de calçado apenas em algumas situações, aos fins de semana, em festas, casamentos, etc. Isso porque quando usamos salto alto a parte frontal do pé fica sobrecarregada, o que pode ocasionar o surgimento de tendinite, encurtamento dos nervos e desgaste nas articulações. Portanto, sempre que puder, opte por sandálias rasteiras e chinelinhos. As sapatilhas com salto até 2cm também são amigas.

Escalda-pésFaça Pausas

Quem trabalha muito tempo em pé e se movimenta pouco pode fazer pequenas pausas para se sentar e refazer os alongamentos. Ficar parado também não é bom. Sempre que possível, movimente-se para ativar a circulação.

Descanso merecido

Recompense seus pés quando chegar em casa. Descalça, você pode fazer uma massagem com óleos próprios para os pés e também um banho de imersão em água morna e um pouco de sal grosso durante meia hora. Se quiser incrementar e deixar seus pés perfumados, acrescente essências de aromas na água. Aproveite esse tempinho para relaxar, afastar o estresse e pensar só em você!

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta