NadaFrágil.com.br

Conheça os sintomas da menopausa


Fabíola Cunha

Antes da chegada da menopausa, há um período de transição pouco conhecido, quando a produção de hormônios estrogênio e progesterona começa a cair, deixando os ciclos menstruais mais curtos até cessar por completo.

menopausa

Essa transição pode durar de 2 a 5 anos – quando uma mulher deixa de menstruar por 12 meses, considera-se a menopausa completa.

Como ele varia de mulher para mulher, muitas não encaram os sintomas como sinais do que está por vir e não fazem o acompanhamento com um médico. Além de serem diferentes individualmente, os sintomas mudam conforme o tempo passa – um sintoma no início da pré-menopausa não precisa necessariamente acompanhar a mulher durante todos os anos ou meses.

Veja os principais sinais desse período:

Ciclo menstrual irregular

menopausa

As mulheres começam a experimentar períodos maiores e menores entre uma menstruação e outra, às vezes pulando um ciclo por completo.

Fluxo intenso

menopausa

A mudança nos níveis de progesterona acontece quando a ovulação se torna instável e o endométrio (camada do útero que acompanha os ciclos) torna-se mais espessa que o normal, causando grande sangramento. Medicamentos com baixa dosagem de hormônios podem ajudar nessa transição.

Aproveite para conhecer nossas dicas de chás para emagrecer, afinal, neste período complicado, perder uns quilinhos poderá lhe fazer sentir melhor 🙂

Ondas de calor

menopausa

Cerca de 75% das mulheres na pré-menopausa sofrem desse problema, que podem variar de uma sensação suave e suportável para o suor intenso e repentino. A redução de estrogênio pode ser a causa, já que ele interfere com a capacidade do corpo de manter a temperatura estável.

Há ainda estudos que mostram influência genética no problema. Evitar o consumo de cafeína, condimentos e álcool pode ajudar a amenizar o problema.

Mudanças de humor

menopausa

Raiva e irritabilidade – dois dos mais intensos humores sentidos e alternados nesse período. O responsável também é o estrogênio. Mulheres que sofreram com a depressão pós-parto também podem ser mais afetadas nesse sentido.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *