NadaFrágil.com.br

Síndrome do Ovário Policístico: Sinais, Sintomas e Tratamento


Calila Galvão

Diversas são as patologias que podem atingir a mulher. Se você nunca ouviu falar em ovário policístico é melhor ficar atenta, pois essa doença pode levar a mulher à infertilidade se não for tratada desde o início. O melhor mesmo é seguir a recomendação de visitar o seu ginecologista, pelo menos uma vez ao ano, para evitar esses transtornos que podem ser resolvidos de forma fácil e rápida se a ajuda vier logo de início. A síndrome do ovário policístico é considerada a principal causa de infertilidade. 

Síndrome do Ovário Policísitico: sinais, sintomas e tratamento

O que é a Síndrome do Ovário Policístico?

Os ovários possui duas importantes funcionalidades: ele é o responsável por guardar as células reprodutoras e realizar a síntese de hormônios sexuais femininos. Os cistos são pequenas bolsas de líquidos ou materiais semiconsistentes que acabam atrapalhando o bom funcionamento desse órgão e pode acarretar uma série de problemas como o aparecimento de características masculinas como pelos no rosto e engrossamento da voz por causa da excessiva produção de testosterona.

Síndrome do Ovário Policísitico: sinais, sintomas e tratamento

Causas da Síndrome do Ovário Policístico

Ainda não é conhecido o mecanismo que contribui para a formação dos cistos. Os óvulos ficam armazenados dentro dos folículos desde a nossa formação durante a gestação. Eles ficam lá se desenvolvendo até chegar a puberdade e o organismo se sentir preparado para receber uma nova vida. Então os óvulos começam a ser liberados, pelo menos 1 por mês. Algumas vezes pode acontecer do folículo não liberar o óvulo e acabar se formando uma espécie de líquido dentro deste. É assim que se formam os cistos foliculares.

Síndrome do Ovário Policísitico: sinais, sintomas e tratamento

Existem outros tipos de cistos, como o lúteo que acontece quando o óvulo é liberado e dentro do folículo acaba se formando uma pequena bolsa de sangue. Existem alguns fatores de predisposição para que os cistos de formem como o uso de remédios para fertilidade. Em metade das mulheres com a síndrome do ovário policístico foi identificado o hiperinsulinismo (excesso de insulina circulante na corrente sanguínea) e nas outras foram encontradas outras patologias como disfunções no hipotálamo, na hipófise, nas glândulas suprarenais e em mulheres que produzem uma quantidade maior de testosterona que as outras.

Sinais e sintomas da Síndrome do Ovário Policístico

A primeira coisa que você deve saber é que nem toda mulher que tem cisto no ovário é portadora da síndrome. Estima-se que 25% das mulheres em idade fértil tenham cistos nos ovários, mas apenas entre 5 e 10% possuem a síndrome. Para que seja classificada com portadora da síndrome, a mulher deve apresentar uma série de sintomas que são descritos abaixo:

Síndrome do Ovário Policísitico: sinais, sintomas e tratamento

  • Alterações menstruais;
  • completa ausência de menstruação;
  • pelos no rosto, na barriga e nos seios, também conhecido como hirsutismo;
  • ganho de peso;
  • infertilidade;
  • formação de cravos e espinhas;

Diagnóstico

A identificação da patologia é feita através de avaliação média, exame ginecológico, de imagem e exames de laboratório. O ultrassom pode identificar um aumento considerável da quantidade e tamanho de folículos em cada ovário. Se a mulher ainda for virgem, o exame pode ser feito na superfície da pele, mas se não, o melhor é realizar um exame transvaginal para resultados mais fidedignos. O ideal é que o exame seja realizado ainda durante o ciclo menstrual.

Síndrome do Ovário Policísitico: sinais, sintomas e tratamento

Um exame pélvico realizado pelo médico é capaz de identificar os cistos e além da ultrassonografia, exames como tomografia computadorizada, fluxo com doppler e ressonância magnética podem ser requisitados. Os exames de sangue mais comuns de serem pedidos são:

  • Exame CA 125, caso o exame de ultrassom acusou alguma irregularidade em mulheres que já se encontram na menopausa;
  • Identificação dos níveis de hormônios como o estradiol, a testosterona, LH  e FSH;
  • HCG também conhecido como teste de gravidez;

Tratamento para a Síndrome do Ovário Policístico

Como não se sabe a causa da doença não é possível tratá-la. O que resta é controlar os sintomas como por exemplo, o emagrecimento de mulheres obesas pode ser o suficiente para reverter o quadro. Se ainda não houver respostas, o tratamento hormonal com anticoncepcionais para regular a produção dos hormônios pode ser a melhor saída. Esse tipo de tratamento vai reduzir significantemente o aparecimento de características masculinas.

Síndrome do Ovário Policísitico: sinais, sintomas e tratamento

Atividades físicas regulares e uma mudança nos hábitos alimentares são de grande importância já que a síndrome está fortemente associada a grandes quantidades de insulina presente no sangue o que pode causar diabetes. Para as mulheres que desejam engravidar existem alguns medicamentos que podem ajudar induzido a ovulação. Os ovários podem ser estimulados com o usa de gonadotrofinas ou clomifeno.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *