NadaFrágil.com.br

Conheça as Substâncias que Fazem Mal aos Bebês


Calila Galvão

Existem algumas substâncias das quais são fabricados alguns objetos que os pais costumam comprar para os seus filhos, sem imaginar que elas podem ser extremamente nocivas. Quando a Anvisa anunciou, em 2011, sobre a bisfenol A, um composto presente nas mamadeiras, o que deixou muitos de cabelo em pé. Agora, o Inmetro resolveu passar o pente fino em outros diversos produtos e conseguiu identificar algumas substâncias que podem causar danos à saúde. Mas não precisa ficar assustada e também não é necessário colocar o filho dentro de uma bolha. Os problemas estão no excesso de contato, mas se tudo for feito de forma equilibrada, não há porque se preocupar.

Adeus mamadeiras

Substâncias que Fazem Mal aos Bebês his bottle

A portaria da Anvisa que proibiu o uso do bisfenol A, muito encontrado na fabricação de plásticos duros, nas mamadeiras. Os pediatras adoraram a medida e esperam que isso sirva para dar um basta no uso desses objetos de uma vez por todas. Segundo os profissionais, o correto seria usar um copo de vidro específico para que o bebê consiga fazer o mesmo movimento que faz quando mama no peito. Esse movimento não seria possível na mamadeira, segundo os especialistas.

Vasilhas plásticas

Substâncias que Fazem Mal aos Bebês

É possível encontrar o bisfenol A também nesses objetos, além de outro composto chamado de ftalato. Nós temos uma mania incrível de guardar tudo em vasilhas plásticas e essas substâncias podem contaminar os alimentos e trazer grandes prejuízos, principalmente para os bebês e crianças pequenas. Para reduzir o problema, o ideal é não utilizá-las para congelar alimentos, colocá-las no micro-ondas e também não devem ser usadas se estiverem com alguma parte trincada ou amassada. Se possível, use potes de vidro no lugar das vasilhas plásticas.

Leia também:

– Gravidez depois dos 35 anos
– Qual o Momento Certo de Desmamar o Bebê?
– Lista para o Chá de Bebê

Ácaros e sujeira em casa

Substâncias que Fazem Mal aos Bebês

Ter uma casa bem limpa e livre de sujeira é fundamental para manter a saúde da família e também manter bichos como escorpiões, aranhas e baratas longe das vistas. Além disso, a poeira pode ser um fator desencadeante de alergias e infeções respiratórias em bebês e isso, pode se tornar o um problema crônico e permanecer para toda a vida. Portanto, se você tem bebês em casa evite ter muitos tapetes e móveis que acumulem muita poeira como a camurça. Retire o pó dos móveis todos os dias com um pano ou com o aspirador de pó.

Produtos de limpeza

Substâncias que Fazem Mal aos Bebês

Nas embalagens dos produtos de limpeza você vai ver escrito para mantê-los em locais longe do alcance de crianças. A ingestão ou o contato com a pele podem ter consequências desastrosas e assim que isso acontecer, a criança deve ser levada ao médico imediatamente e também, não se deve ingerir água ou qualquer tipo de alimento até que todo o procedimento clínico seja realizado. Mesmo que isso não ocorra, é bom ficar atenta se o bebê apresentar algum tipo de alergia, pois o uso do produto nos móveis e no chão da casa pode ocasionar esse problema.

Usando tinta

Substâncias que Fazem Mal aos Bebês

Você já deve ter notado que o cheiro forte da tinta pode desencadear dores de cabeça, alergias, problemas respiratórias e até mesmo, vômitos. Se isso já acontece com um adulto que já se encontra com todo o seu sistema formado e preparado para receber certos agentes destruidores, imagine um bebê com apenas poucos meses de vida. Portanto, na hora da reforma é melhor deixar a criança em outra casa pois não só o cheiro forte da tinta e de solventes, como a poeira e a terra que se espalha pela casa podem causar muitos prejuízos para a saúde do seu filho.

Fumar dentro de casa

Substâncias que Fazem Mal aos Bebês

Se você fuma, já está envolvida num péssimo hábito que pode te deixar com sérias dificuldades de respirar daqui a alguns anos e até levar a morte. E se você, ainda por cima, faz isso dentro de casa, você não está apenas se matando, mas a todos que estão ao seu redor. As mais prejudicadas são as crianças menores e os bebês que possuem um aparelho respiratório bastante sensibilizado e acaba com um crescimento e desenvolvimento da aprendizagem prejudicados.

Agrotóxicos dos alimentos

Grande porcentagem dos alimentos contém agrotóxicos

Eles são um sério problema que a tecnologia ainda não conseguiu resolver. Essas toxinas vão se acumulando cada vez mais no organismo e podem desencadear doenças graves como o câncer. Um tipo específico chamado de organofosforado consegue inibir a produção, em crianças, de neurotransmissores responsáveis pela concentração e aprendizagem o que pode desencadear o deficit de atenção. O melhor a fazer é procurar por produtos com selo de qualidade ou que sejam comprovadamente orgânicos. Assim, você terá a certeza do que estará colocando para dentro do corpo do seu filho.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta