NadaFrágil.com.br

Tudo sobre Mesoterapia


Calila Galvão

A Mesoterapia é uma técnica inovadora, mas já bastante conhecida nos consultórios estéticos de grandes centros. Ela é um tratamento invasivo no qual aplicam-se algumas substâncias em tecidos dérmicos ou muscular com a ajuda de uma agulha. O local de aplicação e os compostos que serão aplicados vão depender do que o paciente deseja tratar, o que pode ir desde queda de cabelo até redução de gordura localizada ou estrias.

Para quem serve a Mesoterapia?

Esse tipo de tratamento pode ser feito para vários fins e por isso é tão utilizado no mundo inteiro. Sabe aquelas estrias bem antigas que ficam com uma coloração esbranquiçada e que são as mais difíceis de sair? Pois é, a mesoterapia (também conhecida pelo nome de intradermoterapia) pode ser utilizada e aplica-se a mistura de 3 substâncias: o ácido hialurônico, buflomedil e asiaticosídeo.

Tudo sobre Mesoterapia

A gordura localizada e as celulites também têm solução. Aquele pequeno acúmulo de tecido adiposo, nos flancos, nas coxas e no quadril pode ser facilmente resolvido com a aplicação de cafeína, tiratricol e desoxicolato. Já para as celulites, que costumam se formar pelo acúmulo de toxinas nos tecidos epiteliais, podem ser removidas, ou ao menos amenizadas, com a ajuda da L-carnitina, substância que evita a deposição de toxinas.

Como ocorre o procedimento

As substâncias podem ser injetadas no tecido mais profundo ou superficial da pele e também no tecido muscular. Para isso, são utilizadas agulhas com 1 a 2 mm de diâmetro e chegam a atingir uma profundidade que vai de 3 a 8 mm. Ela funciona de maneira mais adequada em áreas menores já que existe um limite de substâncias para ser aplicada. Quando são injetadas no tecido muscular é necessário o uso de anti-inflamatório e anestésicos.

Para tratar a gordura localizada, a mistura é colocada no tecido adiposo com o intuito de deixar os adipócitos com uma conformação mais fluida. Isso fará com que o fígado metabolize essa gordura novamente e a partir daí ela pode ter dois caminhos: ou é eliminada através da urina e das fezes ou é utilizada como fonte de energia pelo organismo. De qualquer forma, ela vai sumir do seu corpo.

Confira também nosso artigo especial sobre cremes para a redução de estrias.

Como fazer

A primeira coisa a se pensar é na escolha de um profissional regulamentado e autorizado a fazer esse tipo de procedimento. É preciso saber muito sobre a anatomia do corpo humano e da sua fisiologia, principalmente quado se fala em cicatrização e recuperação. Os profissionais habilitados para tal fim são os dermatologistas, cirurgiões e fisioterapeutas especializados. Devem ser realizadas entre 5 a 10 sessões com duração, em média, de 30 minutos. O ideal é que seja realizada, pelo menos, uma sessão por semana.

Contraindicações e outras complicações

Qualquer pessoa que tenha uma doença autoimune como o lúpus, ou dermatopatologias ou até mesmo, doenças metabólicas como o diabetes que dificulta o processo de cicatrização estão contraindicadas. É preciso fazer exames antes de aplicar a mistura para ter a certeza se você é alérgico ou não a algumas das substâncias que serão injetadas. Gestantes e lactantes também estão contraindicadas para o procedimento sob o risco das substâncias irem para o feto através da placenta ou do leite materno.

Cuidados após a mesoterapia

Trate este procedimento como uma cirurgia qualquer. É um tratamento mais superficial, mas ainda assim, é invasivo e se os cuidados adequados não forem tomados os riscos de infecção pode ser tão grande quanto numa cirurgia como outra qualquer. Nos primeiros dias você pode sentir dor, desconforto e até um pouco de coceira, o que é normal, já que o tecido foi danificado e já há outro em formação.

Tudo sobre Mesoterapia

Não use roupas apertadas para não prender a circulação e use vestimentas folgadas na região exata do procedimento. Tenha o cuidado de verificar se não é nenhum pedaço de pano ou etiqueta passando por cima da região e evite encostar em qualquer lugar com ela, pode ser um risco grande. No caso de tratamento para estrias é indicado o uso de bermudas de compressão durante 7 ou 10 dias logo após as sessões.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta