Já se sabe que amamentar faz bem, muito bem, para o bebê. Porém, estudos estão mostrando o quanto a amamentação beneficia também a mãe.

Para o bebê, é fonte de todos os nutrientes que ele necessita para crescer. Ele desenvolve seu sistema imunológico e cria uma relação incomparável com a mãe.

Amamentar faz bem! Estudo aponta benefícios para as mamães

Bebês amamentados têm menos chance de desenvolver doenças respiratórias como asma e alergias. Também diminui os casos de infecção de ouvido. Alguns estudos apontam que bebês amamentados têm QI mais alto.

Para as mamães, o ato de amamentar ajuda na redução do peso ganho na gravidez e reduz o risco de formas de câncer, como de mama e ovários.

Agora, um novo estudo publicado no Journal of the American Heart Association aponta que amamentar faz bem para o coração.

A atividade pode reduzir o risco de ataque cardíaco e derrame. Os efeitos duram até mesmo depois de uma década após o parto.

Amamentar faz bem! Estudo aponta benefícios para as mamães

O estudo envolveu cerca de 290 mil mulheres na China, que deram informações sobre quantas crianças elas têm, se amamentaram e por quanto tempo.

Os pesquisadores acompanharam as mulheres por cerca de 10 anos com foco em situações envolvendo a saúde do coração.

Mulheres que amamentaram seus bebês tiveram um risco 9% menor de ter doenças cardíacas durante o período. Isso na comparação com quem não amamentou.

O efeito benéfico parece ser cumulativo. Mulheres que tiveram mais de um filho e amamentaram todos por dois anos diminuíram em 18% o risco de doenças cardíacas e derrame. Também foram comparadas às mães que não amamentaram.

Os resultados foram expressivos, mesmo depois dos pesquisadores terem combinado fatores como níveis de colesterol, pressão sanguínea, fumo, obesidade e atividade física.

A descoberta somente aponta para uma associação entre amamentar e diminuir riscos de doenças cardíacas. Não quer dizer que mulheres que não amamentam vão obrigatoriamente ficar doentes.

Amamentar faz bem, mas por quê?

Amamentar faz bem! Estudo aponta benefícios para as mamães

Mais pesquisa é necessária para esclarecer a ligação. Mas amamentar pode mudar o metabolismo da mulher, segundo os pesquisadores.

Durante a gravidez, o corpo acumula e redistribui gordura. Esse é um esforço do organismo para que o bebê receba nutrientes e para o corpo da mulher ficar pronto para amamentar.

Mulheres que não amamentam têm reservas metabólicas que não precisam. Isso contribui para o aumento de peso e do risco de arterioesclerose e colesterol alto.

Não é claro se há um período ideal para amamentar para beneficiar o coração. Estudos futuros podem responder a essa questão.

Na China, o tempo médio de amamentação é maior que no Ocidente. As chinesas amamentam por cerca de um ano, enquanto no Ocidente a média é seis meses.

Estudos adicionais podem também esclarecer por quê amamentar faz bem, a partir de estudos sobre glicemia, pressão sanguínea e níveis de colesterol.

Quer saber mais sobre amamentação e saúde? Veja nossa matéria sobre dieta saudável para o período de amamentação.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui