Anticoncepcional Yasmin engorda?

Tem muita mulher por aí que fica com medo de tomar anticoncepcional. Muitos por aí tem a fama de fazer a pessoa engordar e é claro, nenhuma mulher vai querer isso. Mas, antes de tomar qualquer decisão é preciso se informar melhor. O anticoncepcional Yasmin é bastante conhecido no mercado e por isso paira essa dúvida no ar: ele faz engordar?

pilula
Foto: Freepik

Se informe melhor! Veja quais são os mitos e verdades contadas sobre o ANTICONCEPCIONAL.

O que é o anticoncepcional Yasmin?

Ele é um dos anticoncepcionais mais indicados pelos médicos justamente por apresentar poucos efeitos colaterais. O Yasmin possui 3 mg de drospirenona e 0,03 de etinilestradiol. Esse contraceptivo consegue oferecer vários benefícios em comparação a outros que estão no mercado como, por exemplo, o fato de reduzir a acne e também os sintomas da temida TPM.

O Yasmin engorda ou não?

pilula
Foto: Freepik

Um dos grandes problemas que as mulheres enfrentam quando se fala em anticoncepcional é a retenção de líquidos. É por causa dela que muitas ganham peso e sentem as roupas mais apertadas. O Yasmin também é recomendado por conta desse problema. Ele não retém líquidos e não faz a mulher engordar.

O que deve ser avaliado é porque ocorre a retenção de líquidos. Se for por questões hormonais a pílula pode controlar os efeitos. Se o motivo for outro, o contraceptivo não vai ajudar. Outra questão é que isso não é 100% para todas. Para algumas, esse medicamento pode dar certo, para outras não já que cada organismo reage de uma forma.

Veja todos os BENEFÍCIOS DA PÍLULA anticoncepcional e escolha a melhor opção.

Como tomar o Yasmin?

pilula
Foto: Freepik

Assim como a maioria das cartelas de anticoncepcional, a cartela do Yasmin possui 21 comprimidos. Essa quantidade é utilizada para que se dê o intervalo de 7 dias até voltar a usar (ou até a menstruação descer). Ou seja, como o ciclo é de 28 dias (e não de 30 como muitos pensam e varia de mulher para mulher), se somar os 7 dias com os 21 comprimidos forma o ciclo dos 28 dias.

  Cuidados com os pés para quem usa salto alto

A pílula deve ser ingerida todos os dias e, de preferência, nos mesmos horários para que o seu efeito seja potencializado. Para aquelas que não desejam menstruar e já foram ao ginecologista para saber se a saúde está em dias, é possível tomar a pílula sem interrupções. Há vários mitos de ter que interromper a cada 6 meses, mas as pesquisas mais recentes já comprovaram que não há problema em seguir com a cartela.

Os efeitos colaterais do Yasmin

anticoncepcional
Foto: Freepik

Existem alguns efeitos colaterais que são comuns a quase todos os anticoncepcionais e o Yasmin não é diferente. São eles:

  • sangramento irregular;
  • sangramento de escape, ou seja, mesmo tomando a pílula pode haver um pequeno sangramento;
  • suspensão do sangramento;
  • dor de cabeça;
  • alterações de humor;
  • sono excessivo;
  • formação de celulites;
  • formação de trombos;

O que se sabe é que não há  ganho de peso como sendo um dos efeitos colaterais do anticoncepcional Yasmin.

Contraindicações do Yasmin

pilula
Foto: Freepik

Mulheres que já possuem histórico de trombose, AVC, infarto, diabetes, embolia pulmonar e problemas vasculares em geral não devem tomar anticoncepcional. É mais comum formação de trombos em mulheres que usam anticoncepcionais e eles podem ocluir a passagem de sangue para uma parte importante do corpo como o cérebro.

Nunca inicie o uso dos anticoncepcionais por conta própria, nem mesmo por indicação de terceiros. O anticoncepcional Yasmin não apresenta tantos efeitos colaterais como os demais, mas ainda assim só deve ser usado por prescrição médica.

Separei mais esses conteúdos para você:

1 COMENTÁRIO

  1. Comecei a tomar o yasmin no primeiro dia da minha menstruação, tomava ele às 19h e desenvolvi um enjôo terrível, no começo era só enjôo de cheiros, de comida, não conseguia comer nada, nada. Depois comecei à vomitar mesmo, vomitava sem parar, umas três vezes durante a noite sempre após às 19h até que dava uma aliviada e eu conseguia dormir porém sem comer nada, porque era um enjôo insuportável. Achei que estava grávida, fiz exame de urina, negativo, então fiz o exame de sangue, negativo também. Fui ao médico e fui informada que era o anticoncepcional que estava me fazendo esse mal todo, com menos de uma semana tomando ele, detalhe, eu sempre tomava às 19h em jejum antes de jantar, então a médica me explicou que isso ajudava à dar o enjôo. Passei a tomar ele depois de comer, às 22h e o problema resolveu, ainda sinto enjôos, porém não tão forte. Outra coisa que notei é que tenho eliminado muito líquido pela urina, não sei se isso tem a ver com o anticoncepcional. Vamos ver os efeitos daqui pra frente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui