Aprenda Como Controlar a Ansiedade

As mãos suam, a cabeça fica confusa, um terror esquisito começa a tomar conta de você, como se uma tragédia fosse acontecer a qualquer momento, mesmo que nada ao seu redor represente perigo.

Há pessoas que sentem ainda tremores e um medo inexplicável de morrer ou perder o controle, levando-as a se afastarem de atividades que até então adoravam praticar. Passeios e saídas com os amigos vão ficando escassos, e a pessoa começa a se isolar lentamente.

A ansiedade exagerada é um mal que atinge cada vez mais pessoas nos dias de hoje, e pode evoluir clinicamente para outros transtornos se não for tratada corretamente, incluído a Síndrome do Pânico, a Fobia Social e o Transtorno Obsessivo Compulsivo.

Ansiedade

O que é ansiedade?

É absolutamente normal sentir-se ansioso diante de uma situação nova. A curiosidade nos faz querer saber o que irá acontecer quando nos deparamos com algo que não era comum antes.

Um novo emprego, uma viagem, um relacionamento… tudo isso pode fazer com que alguém fique ansioso e preocupado. O grande problema é quando essa ansiedade começa a gerar inúmeros desconfortos, e mesmo que não haja mais nenhum motivo para ansiedade, o cérebro “não desliga”, ainda imaginando situações ameaçadoras.

Dicas para combater a ansiedade

No combate diário contra a ansiedade, pequenas ações podem ser tomadas em busca de seu bem estar.

  •          Reconheça o que causa sua ansiedade: saúde? Estresse no trabalho? Vida familiar? Relacionamento? Observe em que momentos em situações você se sente mais frágil e passível de entrar em crise. Reconhecendo o que causa o problema, ficará mais fácil lutar contra ele.
  •          Colecione máximas positivas. Escolha um “mantra” para ser só seu e pratique repeti-lo todos os dias. Anote-o em seu material de trabalho, guarde em suas agendas, cole um post-it no espelho. As repetições de frases positivas atuam diretamente no seu cérebro e fará com que você realmente acredite no que está dizendo.
  •         Faça uma planilha de soluções. Anote todos os problemas que andam assustando você e na frente desses tópicos anote as soluções possíveis, o que você poderia fazer para melhorar tudo. Não tenha medo de ser sincera consigo mesma e considere TODAS as hipóteses possíveis, mesmo que a princípio você não tenha coragem de fazê-las. Aos poucos e diariamente, passe a tentar praticar soluções para o que você acredita ser um problema. Aos poucos, é provável que, sozinha, você mesma passe a resolver essas questões com muito mais rapidez e espante a ansiedade de vez.
  •         Aprenda a respirar fundo e a meditar. Todos nós nascemos sabendo respirar como se deve, enchendo Ansiedadepulmões e movimentando a barriga num vai e vem. Repare a respiração de um bebê, principalmente quando ele dorme. Não é tranquilizador? Agora observe como passamos a respirar depois de crescidos: ao invés de movimentarmos o abdome, é o peito que infla, movimentando até mesmo os ombros, numa tentativa de respiramos profundamente. Inspire direito e com calma, e expire em seguida, sentindo o ar entrando e saindo lentamente de seu corpo. Aprenda a fazer pausas no trabalho, dentro do banheiro, na hora do almoço, para simplesmente respirar e sentir a respiração. Três minutos inteiros, para começar, já ajuda. Tente não pensar em problemas nesse momento. Sempre que um pensamento surgir, volte a se concentrar em sua respiração.
  •         Diminuía cafeína e açúcar em excesso em sua alimentação. Eles elevam o nível de noradrenalina no cérebro, ativando-o ainda mais. Em contrapartida, invista em frutas, legumes e chás naturais que ajudam a relaxar.
  •         Exercite-se! Cuide de seu corpo e incremente sua rotina com exercícios físicos. Eles aumentam o bem-estar geral e fazem muito bem a sua saúde.
  • Se sentir que sua ansiedade está atingindo um nível complicado e que tem afetado sua vida, não demore a procurar um médico especializado. Grande parte dos casos de ansiedade é tratada apenas com terapia regular, sem o uso de medicamentos. Não tenha medo de procurar ajuda.
  Use a soja contra a menopausa

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui