A azia na gravidez é muito comum na maioria das mulheres. Aproximadamente 80% das gestantes sofrem com essa sensação desagradável de queimação no estômago que sobe até a garganta. Esse sintoma aparece entre o segundo e terceiro trimestre da gestação, mas algumas mulheres podem sofrer com esse incômodo já no início. É importante esclarecer que a azia não traz risco para a saúde ou desenvolvimento do bebê, sendo incômodo apenas para a gestante.

grávida com azia na gravidez
Mulher com sintomas de azia na gravidez. Foto: Freepik

Causas da azia na gravidez

A azia na gravidez é provocada por alterações hormonais. O hormônio progesterona relaxa a válvula que separa o estômago do esôfago e facilita a subida dos ácidos gástricos e, além disso, reduz o ritmo das contrações naturais do estômago, tornando a digestão mais lenta.

Órgãos como estômago e intestinos, que são diretamente responsáveis pela digestão, precisam ceder espaço para o útero, que vai sofrer um aumento ao decorrer dos 9 meses de 500 a 1.000 vezes o seu próprio tamanho.

grávida com a mão na boca
Gestante sentada e com uma das mãos sobre a boca. Foto: Freepik

Sintomas mais comuns da azia na gravidez

Existem alguns sintomas que podem ser sentidos pela gestante e que estão diretamente relacionados a azia. Eles podem ser sentidos de maneiras e intensidades diferentes e causar muito desconforto às futuras mamães.

  • Excesso de salivação
  • Má digestão
  • Dor de estômago
  • Dores no peito
  • Acidez na boca
  • Sensação de estômago cheio
  • Dificuldade de deglutição

Apesar de indesejáveis, esses são alguns sintomas que estão diretamente ligados à azia, por isso tenha atenção aos sintomas para não confundir com outro tipo de problema.

grávida sentada
Gestante sentada na beira da cama. Foto: Freepik

Quando a azia pode ser algo mais preocupante?

Por si só a azia não traz riscos ao bebê nem a gestante. No entanto é importante observar se ela vem acompanhada de outros sintomas para comunicar ao seu médico e descartar outros problemas. Observe alguns pontos:

  • azia com dor intensa — pode se tratar de uma úlcera ou outro problema digestivo não relacionado à gravidez
  • dor abaixo das costelas — pode ser sinal de pré-eclâmpsia. O incômodo da azia é sempre no estômago, com uma dor que pode irradiar do peito até a garganta
  • dor no lado direito e no alto da barriga — pode indicar problema no fígado, especialmente se vier acompanhada de forte enjoo

Caso você note alguns desses sintomas, é importante comunicar imediatamente ao seu médico para que ele possa lhe orientar em como proceder.

mulher com alimentos nas mãos
Grávida segurando maçã e donut nas mãos. Foto Freepik

Alimentos que pioram a azia na gravidez

Existem alguns alimentos que devem ser evitados durante a gravidez e que podem piorar a sensação de desconforto, por isso tenha atenção a cada um deles e busque não consumi-los durante esse período da gestação, de forma a evitar agravar a azia. Os principais vilões são:

  • Alimentos gordurosos, apimentados ou condimentados
  • Alimentos processados
  • Bebidas gasosas
  • Cafeína
  • Vinagre
  • Cebola
  • Tomate
  • Frutas ácidas
  • Mostarda
  • Fritura

Avalie conversar com um nutricionista gestacional para que ele possa lhe orientar com relação ao que consumir durante a gravidez para que o seu cardápio seja o mais natural e saudável possível. O profissional também poderá lhe orientar a respeito dos alimentos com relação aos seus exames e histórico de saúde.

gestante lendo
Gestante lendo livro e segurando uma xícara. Foto: Freepik

Como prevenir a azia na gravidez

Existem maneiras de evitar esse tipo de desconforto inserindo na sua rotina alguns cuidados básicos e essenciais durante a gestação:

Evite líquidos durante a refeição: ingerir líquidos durante as refeições aumenta a distensão do estômago, facilitando o retorno dos ácidos estomacais para o esôfago.

Não deite após as refeições: por conta da posição horizontal é comum haver uma piora da azia durante a noite, por isso evite comer até três horas antes de se deitar.

Melhore a alimentação: muitos episódios de azia podem ser evitados com hábitos alimentares melhores, como reduzir o intervalo entre uma refeição e outra e ingerir porções menores de alimentos em cada uma delas.

Coma em pequenas porções e intervalos menores: dessa maneira você evita encher muito o estômago de uma única vez, produzindo menos suco gástrico e facilitando a digestão.

Eleve a cabeceira da cama: deixar o tronco pelo menos 10 cm mais elevado também contribui para redução do retorno do suco gástrico. Use travesseiros para ajudá-la a manter uma posição mais elevada ou coloque alguns livros debaixo do colchão na altura da cabeça.

Evite roupas apertadas: evite roupas que apertem o estômago. O ideal é manter o abdômen livre, sem compressões.

Mastigue bem os alimentos: mastigue bem os alimentos antes de engoli-los para tornar o processo digestivo mais fácil.

mulher bebendo água por conta da Azia na gravidez
Gestante sentada no chão e bebendo uma garrafa de água. Foto: Freepik

Como aliviar a azia na gravidez

Apesar de muito desagradável, essa sensação de desconforto causada pela azia na gravidez pode ter solução! Confira abaixo algumas dicas que vão ajudar a aliviar a azia na gravidez:

  • Beber muita água
  • Mascar chiclete
  • Comer folhas de manjericão
  • Tomar sorvete
  • Ingerir sucos de fruta
  • Ingerir bebida gelada (leite desnatado, sucos ou água de coco)
  • Comer maçã ou pera
  • Ingerir biscoitos de água e sal

Caso os sintomas persistam, converse com o seu obstetra para avaliar algum tipo de medicamento indicado por ele. Lembre-se que gestantes devem redobrar o cuidado com relação ao uso de medicamentos que devem ser sempre prescritos e acompanhados pelo médico.

Geralmente a azia passa após o parto pois o estômago volta a ter mais espaço no abdômen, porém, mulheres que ganharam muito peso durante a gestação podem sentir alguns sintomas por até 1 ano após o parto. Se os sintomas persistirem, volte a conversar com o seu médico para buscar alternativas para alívio do desconforto. Também é importante manter uma dieta saudável durante o período da amamentação para que você e o seu bebê fiquem bem nutridos e saudáveis!

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui