Câncer de Mama – Cinco passos que Ajudam a Prevenir

Em maio de 2013 a atriz Angelina Jolie surpreendeu o mundo com a notícia de que havia feito uma dupla mastectomia, após descobrir através de exames que possuía 87% de chance de vir a desenvolver câncer nas mamas e ainda 50% de chance nos ovários. Tanto a mãe quanto a tia da atriz de 37 anos morreram vitimas do câncer e, segundo Angelina, ela gostaria de minimizar o seu risco de também desenvolver a doença.

O “desespero” de Jolie reacendeu de novo a discussão em torno do câncer de mama, o segundo mais diagnosticado no mundo e que mata anualmente milhares de pessoas, principalmente mulheres: esse tipo de câncer responde a 22% dos novos casos a cada ano.

A doença é causada pela multiplicação anormal das células da mama, que forma um tumor maligno. No Brasil as mortes ainda são altas. A estimativa de novos casos em 2012 passava pouco mais de 50.000 pessoas e o número de mortes beirava as 13 mil.

Angelina Jolie
A atriz Angelina Jolie fez dupla mastectomia em 2013

A boa notícia é que se for diagnosticado a tempo, o tratamento é quase sempre eficaz, e é passível de cura: ainda assim, alguns cuidados são essenciais.

Como a maioria das mulheres ao redor do mundo não pode detectar clinicamente alguma anomalia assim como fez a atriz internacional (por razões de disponibilidades de testes diagnósticos e dinheiro para o custo do procedimento cirúrgico) e como algumas se posicionam contra esse tipo de procedimento radical, o que todas nós em comum devemos fazer é nos prevenir de todas as maneiras possíveis.

Fatores de risco em mulheres

Alguns fatores aumentam a possibilidade de que o câncer de mama se desenvolva mais facilmente:

  • Idade acima de 50 anos
  • Histórico familiar (principalmente em parentes de primeiro grau)
  • Histórico de câncer de ovário na família
  • Mutação genética
  • Exposição à radiação ionizante no tórax para tratamento de doenças, principalmente entre 13 e 30 anos.
  Salto Alto sem Dor

Sintomas

É importante estar atenta a seu próprio corpo e procurar ajuda médica se sentir qualquer alteração nas mamas. Sintomas como estes não podem ser ignorados:

  • Mama rígida (mais dura que o normal)
  • Pequenas manchinhas (feridas na pele)
  • Vermelhidão ou ardência
  • Mamilo mais baixo (afundamento)
  • Impressão de que uma mama está maior do que a outra, ou mais “caída” do que a outra.
  • Nódulo palpável e dolorido

Qualquer um dos indicadores acima já é razão suficiente para uma consulta com um mastologista, que é o médico responsável por cuidar da saúde das mamas.

Cinco passos que ajudam a prevenir o câncer de mama

Cancer de Mama

1. Evite abusar de bebidas alcoólicas e abandone o cigarro

Limite-se a uma quantidade bem pequena de bebidas alcoólicas. De uma a duas taças de vinho por semana, por exemplo. Se puder cortar o álcool definitivamente, ótimo. Lembre-se também de deixar o cigarro para trás de uma vez por todas.

2. Exercite-se ao menos três vezes por semana

É enorme a quantidade de vantagens que os exercícios físicos proporcionam ao seu corpo e a sua mente. Seus sistema vascular e seus músculos agradecerão o carinho! Se você ainda não se rendeu à atividade física, não perca mais tempo e comece a incluí-la desde já em sua vida.

3. Cuide de seu peso

Se estiver muito acima do peso ideal para sua altura, comece a controlá-lo e a se programar para perder peso. A obesidade aliada à idade avançada é um agravante na possibilidade do surgimento do câncer.

Alimente-se com muitas frutas, verduras e legumes. Diminua o máximo que puder as comidas industrializadas, guloseimas e produtos com sabor artificial. Sua saúde agradece.

4. Exames de rotina

Conheça seu próprio corpo: realize o autoexame das mamas mensalmente e sempre verifique se há algo diferente em você que não tinha reparado antes. Ele sozinho, porém, não é garantia de precisão nem substitui exames feitos pelos médicos: mantenha também uma rotina de exames e consultas. Sempre verifique como anda sua saúde consultando-se com especialistas. A descoberta da doença já no início é fator primordial para a cura. E após os 40 anos de idade, a mamografia deve ser anual.

  Frutas que Emagrecem!

5. Amamente!

Há mulheres que por diversos motivos não amamentam. Mas se você fizer parte do time das que podem amamentar seu filho, ótimo sinal! Além de excelente para a saúde do bebê, a amamentação também pode reduzir os ricos de câncer de mama. E quanto maior o tempo de amamentação, maior a proteção.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui