Gravidez Indesejada – O Que Fazer?

Muitas mulheres, em diversos momentos de sua vida, podem se deparar com uma gravidez indesejada. Trata-se de uma fase um tanto difícil tanto para a mulher, quanto para a sua família de maneira geral. Entretanto, diante disso, a sensação de desamparo e as mais diversas dúvidas podem surgir.

Em contrapartida, existem algumas considerações e alguns pensamentos que podem lhe ajudar a refletir neste momento. Sabemos que você pode estar diante de inseguranças e sentindo, inclusive, medo do futuro, mas, saiba que tudo isso é normal! E, mais do que isso, muitas mulheres já se sentiram como você – e hoje sentem-se realizadas.

Para tanto, acompanhe este artigo e saiba mais sobre este importante assunto.

Para ler mais tarde: Principais sintomas da gravidez

gravidez indesejada
Mulher grávida com post-it com pontos de interrogação na barriga. Foto: Freepik

Gravidez indesejada: O que fazer diante disso?

Antes de qualquer coisa, é muito importante que você compreenda que não existe um passo a passo metódico que você pode seguir para simplesmente “sentir-se leve e plena” diante desta situação. Afinal, estamos falando de um processo de transição muito importante. Portanto, antes de seguir com os pensamentos abaixo, queremos que você compreenda que cada mulher é única e, diante disso, cada uma terá o seu próprio desenvolvimento.

Sendo assim, primordialmente, não se compare! Não queira um desejo incontrolável pelo bebê da noite para o dia. Visto que este tipo de querer não seria justo consigo mesma… Mas sim, o que você deve priorizar, por agora, é a sua paciência. É ela quem lhe auxiliará dentro das perspectivas que apresentamos a seguir. Continue lendo e entenda.

Leia também: Teste de gravidez positivo: O que fazer?

Permita viver o seu tempo

Seguindo o raciocínio do que foi dito acima, é extremamente importante que você viva tudo no seu tempo, sem se forçar. Por si só, sabemos que você já está com uma gravidez indesejada e, ir contra as suas vontades, de todos os modos, pode ser ainda mais desgastante.

Dessa maneira, entenda que não será da noite para o dia que você se sentirá preparada. Na verdade, dificilmente uma mulher se sente plenamente preparada para ser mãe. Isso porque nunca existirá o tempo perfeito para tal. Por isso, não tente correr contra o relógio com o intuito de se sentir “plena” diante da gravidez. Mas sim, permita que mesmo em meio às incertezas, você seja capaz de respeitar o seu tempo de aceitação.

  Veja Como Fazer um Jardim Suspenso - Dicas e Fotos
gravidez indesejada
Mulher triste abraçada no travesseiro. Foto: Freepik

Não abafe seus sentimentos

O segundo ponto que você precisa considerar é com relação aos seus sentimentos. Muita gente, no senso comum, acaba dizendo frases do tipo “não fique triste”, “não se desespere” ou “vai ficar tudo bem”. É claro que eles não estão completamente errados em enunciar este tipo de apontamento, porém, eles também não estão completamente certos (ninguém nunca está).

O que estamos querendo dizer com isso é que sim, você pode ficar triste, pode se desesperar e pode achar que as coisas não estão nada bem. Isso porque nós só podemos experimentar as coisas boas quando aprendemos a passar pelas ruins. Portanto, não abafe os seus sentimentos! Lembre-se, inclusive, que as tristezas e frustrações podem ser gastas com lágrimas e palavras – e estas palavras não precisam, sempre, ser positivas, ok?

Converse com mães que você conhece

Depois que você se sentir pronta para pensar um pouco além da sua gravidez indesejada, experimente conversar com mães que você conhece. Ouça as angústias que elas tiveram, e como elas conseguiram passar por cima de cada uma delas. Perceba, que mesmo quando há o desejo pela gravidez, as dificuldades existem, e isso só prova que não existe perfeição, e que tudo bem você se sentir insegura de vez em quando! Ninguém é perfeito, e todos aprendem a lidar com as frustrações de maneiras singulares e únicas.

Mulher triste sentada na cadeira com a mão no rosto. Foto: Freepik

Não se isole tanto

Estar dentro de um convívio familiar e de amizade que seja um bom suporte é importante. Nem que seja apenas uma pessoa! Mas, ter alguém que você possa confidenciar seus sentimentos é primordial nesta etapa. Assim você conseguirá pôr em prática o que falamos sobre não abafar sentimentos, uma vez que poderá falar sobre eles com alguém do seu ciclo de amizades.

  Aprenda a proteger os cabelos do sol

Leia mais: Teste de gravidez é totalmente preciso?

Veja vídeos e leia histórias sobre filhos

A gravidez indesejada pode, primordialmente, provocar mil e uma sensações negativas em uma mulher. Como ela irá lidar com a gravidez? E como é ser mãe? Como é ter um filho? Como é conviver com uma criança pequena? Todas estas perguntas vem à mente a 300 km por hora, sendo difícil associar as mesmas com respostas interessantes.

Para tanto, você pode começar a plantar a “sementinha” do que é ser mãe e do que é conviver com crianças de uma maneira suave e gradual: vendo vídeos e lendo histórias sobre filhos. Você pode, inclusive, apenas ver vídeos de bebês rindo, brincando, se divertindo com os familiares. Assim você começa a ter uma visão mais leve do que é ser mãe.

gravidez indesejada
Bebê engatinhando e sorrindo. Foto: Freepik

Veja imagens de bebês e crianças

Do mesmo modo que vídeos e histórias podem lhe ajudar bastante, as imagens de bebês e crianças também podem ser bem convincentes para o coração. Veja, quando você se sentir à vontade, e tente imaginar como será o rostinho do seu bebê, considerando os seus próprios traços. Assim você iniciará uma etapa de desejar feições, desejar momentos com o filho e passará a enxergar a maternidade como algo mais leve do que você tinha pensado até então.

Imagine-se no papel de mãe

Depois de considerar os pontos que trouxemos até aqui, você poderá iniciar o processo de se imaginar no papel de mãe. Mas, calma! Isso não precisa acontecer da noite para o dia, ok? Você pode ir tendo estas visualizações aos poucos, dentro dos limites adequados ao que você deseja para si mesma.

Afinal, desse modo você conseguirá se preparar sem se forçar (lembre-se sempre do seu tempo e dos seus sentimentos). Você não precisa se sentir a super mãe desde o primeiro instante em que o exame dá positivo!

gravidez indesejada
Mãos segurando bebê no colo. Foto: Freepik

Converse com um profissional

Se você ainda estiver com muitas incertezas e o desamparo assombrar o seu dia a dia de uma maneira que dificulte o seu desenvolvimento social e inclusive físico com relação ao bebê, procure a ajuda de um profissional. Nós lhe indicamos tanto um psicólogo, quanto uma doula. Ambos poderão lhe acolher e lhe escutar em meio às suas dúvidas.

  Dicas de presentes criativos para o seu amor

Para ler mais tarde: Folículo Ovariano – O que é? Qual a função?

Se você não tiver condições de pagar um psicólogo, procure acadêmicos que estão em período final da faculdade. Com eles você poderá receber atendimento gratuito, dentro da própria universidade, no chamado Serviço Escola de Piscologia. Este serviço é prestado pelos estagiários, com acompanhamento de profissionais da área. Sendo de grande valia em situações em que o pagamento de sessões é inviável.

Bebê sentado no tapete com roupinha de bichinho. Foto: Freepik

Não se cobre tanto

Por fim, lembre-se do que mencionamos sobre não haver a necessidade de se sentir uma “super mãe” logo de cara. Uma gravidez indesejada é muito difícil, e ela pode estar atrelada a muitos fatores, como por exemplo: relacionamento desequilibrado, finanças não tão boas, sonhos que “precisam” (entre aspas mesmo) serem adiados, enfim! Cada mulher tem a sua justificativa e o seu motivo para não se sentir pronta.

O que você precisa compreender é que não há problema em não se sentir pronta. Tudo bem você não se ver como a melhor mãe do mundo, por agora! Mas sim, saiba que cada coisa tem o seu tempo, e que com paciência, respirando fundo e ouvindo o que o seu coração diz (permitindo-se chorar e falar sobre), pouco a pouco as perspectivas diante da vida podem mudar.

gravidez indesejada
Gravidez indesejada: Silhueta de mulher sentada em gramado sob o céu com nuvens. Foto: Freepik

Não queira mudar da noite para o dia, isso seria injusto com você! Permita-se viver um período de transição tranquilo, calmo e que priorize os seus sentimentos. Lembre-se da última vez que passou por uma “turbulência” em sua vida, e lembre-se também do quão forte você foi e a deixou para trás. Assim, pouco a pouco tudo começa a se encaixar, e você passa a enxergar novos horizontes em sua vida.

Boa sorte! ❤

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui