Respondemos 6 Dúvidas Sobre a Hora do Parto

Estar grávida pode, ao mesmo tempo, te deixar eufórica e também muito preocupada, principalmente se for sua primeira gravidez.

É normal que durante o período gestacional várias duvidas apareçam e até mesmo tirem seu sono, principalmente as dúvidas relacionadas ao parto. São tantas histórias, versões e opiniões diferentes que a mulher acaba sem saber ao certo o que fazer.

O acompanhamento médico durante a gravidez é primordial para que você tire todas as suas dúvidas. Além disso, é importante ler e se informar, utilizar sites e fóruns específicos na Internet e também conversar com outras mulheres passando pela mesma fase que você.

Faça o possível para esclarecer suas dúvidas e chegar à hora do parto com muita tranquilidade e alegria de ver seu bebê pela primeira vez.

 Parto

1. Quem decide?

Decidir qual será o seu tipo de parto não é uma tarefa simples nem boba, pelo contrário, ela é extremamente importante. Veja bem: não há razão para uma mulher saudável e que tenha tido uma gravidez também saudável não optar pelo parto normal. Quando, porém, existe algum tipo de risco para a mãe ou para a criança, é normal e esperado que seu obstetra indique o procedimento da cesariana em dia e hora agendados previamente. Hoje em dia, vemos que cada vez mais algumas mulheres optam pela cesariana por medo da dor do parto normal. Porém, vale lembrar que existe sim anestesia para o procedimento e a mulher continua atuando ativamente da atividade. Sempre converse com seu médico e ele saberá lhe dar as melhores diretrizes e indicar o melhor procedimento para você.

2. Como é feita a cesariana?

A cesariana é um procedimento cirúrgico de aproximadamente uma hora, sendo necessário a aplicação de uma anestesia especial, que pode ser a peridural ou raquiana. Essa anestesia é aplicada nas vértebras das costas, adormecendo por completo a mãe da cintura para baixo. Depois disso o médico fará a incisão por sete camadas até chegar ao bebê e retirá-lo. A mulher não sente dor durante o procedimento, mas pode sofrer um pouquinho com as dores do pós-parto, que são bem incômodas. Atualmente, a cicatrização da cesárea não é um problema. Na imensa maioria dos casos, a pequena marca fica quase imperceptível depois de alguns meses.

  Câncer no colo do Útero - Sintomas e Tratamentos

3. O parto normal é o melhor para o bebê?

Enquanto o feto está se formando no útero, seus pulmões se desenvolvem em um ambiente cheio de líquidos e até a hora de nascer. É com o parto normal e a passagem pela pelve (apertada) que ocorre a pressão toráxica e a retirada do excesso de líquidos dentro dos pulmões do bebê.

Outra vantagem do parto normal é o fato de a descida do leite se dar de uma maneira mais rápida, possibilitando que o bebê mame mais cedo.

O parto normal é o desfecho mais natural para a gravidez, já que o bebê nascerá em seu próprio tempo, na hora certa. Mas como dissemos antes, é ideal que mãe e bebê estejam em plenas condições para o procedimento.

Parto

 

4. Quanto tempo pode durar o parto normal?

Isso varia de mulher para mulher. Pode durar duas ou até mesmo doze horas. Se for a primeira vez que o organismo esteja passando pelas dilatações, o processo pode ser bem lento – por volta de 1cm por hora. A mulher pode se movimentar, banhar-se e até mesmo comer durante esse intervalo. Se houver muita dor e for de comum acordo entre mãe e obstetra, uma anestesia pode ser aplicada para diminuir a dor das contrações durante o processo. É importante contar com o apoio da família nesse momento, enquanto aguarda o nascimento do bebê.

Está gostando deste artigo? Tenho mais duas sugestões para você, a primeira é o artigo Qual a melhor idade para engravidar? e a segunda dica são as nossas dicas básicas de cuidados na gravidez.

5. Em que casos a cesariana é realmente indicada?

Casos que colocam a mãe ou o bebê em risco devem ser tratados com cautela e quase sempre a cesariana é a melhor saída para a hora do parto. Bebê sentado (fora da posição esperada para a saída) e descolamento de placenta são situações em que o médico fará o procedimento para que o bebê nasça saudável. Mães com pressão alta, problemas cardíacos, com diabetes ou até mesmo as que possuem pelve muito apertada (quadril estreito) e podem dificultar a saída do bebê, também são orientadas ao procedimento cirúrgico.

  Tire as suas dúvidas sobre reposição hormonal

6. Como é a recuperação da mãe após o parto?

Se o parto for normal, a mãe pode interagir com o bebê imediatamente e também se levantar, cuidar, amamentar num período de horas apenas. Não há dor, mas a indicação é repouso apenas para descanso, já que o trabalho de parto pode ser extremamente desgastante.

No caso da cesárea, é necessário esperar o efeito da anestesia passar. A mãe pode ficar dias sentindo dor local e também certa dificuldade para cuidar do bebê num primeiro momento, mas depois disso os cuidados serão normais. Os pontos são retirados de 10 a 15 dias depois. Recomenda-se também o tempo mínimo de dois anos entre um procedimento e outro, se necessário.

 Parto

Lembre-se que a melhor maneira de conduzir sua gravidez é ao lado do seu médico obstetra e seguindo suas recomendações. Não tenha medo e prepare-se para esse momento tão importante (e radical!) em sua vida com muita informação, ótima alimentação e momentos de alegria para relaxar todas as tensões. Boa sorte!

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui