NadaFrágil.com.br

Sair de casa: Morar sozinha ou com roommate?


Milena Costa

Chega a hora da pessoa sair de casa dos pais, e vem a dúvida, morar sozinha ou com roommate? Muitas meninas esperam o casamento, mas tem quem não tenha vontade de esperar esse momento. Algumas mulheres se mudam por conta do trabalho, outras buscam mais independência.

Não importa qual seja o motivo. Quando as pessoas decidem sair de casa sem o intuito de juntar as escovas de dente, sobram as opções de morar sozinha ou com rommate. Então nesse artigo vamos falar de prós e contras dessas opções e te dar dicas para fazer a melhor escolha para você.

Sair de casa

Sair da casa dos pais

Antes de fazer as malas e sair de casa é importante ter uma renda que seja boa para se sustentar quando você se mudar. Claro que o quanto será necessário para se sustentar vai depender do seu estilo de vida e também do local onde você pretende morar.

Então também é preciso entender que antes de se mudar, você precisa poupar uma quantia considerável. É bom que se invista essa quantia para render bem mais. Mas é importante ter um bom dinheiro, pois essa casa vai precisar ser mobiliada e podem aparecer imprevistos na mudança e nas primeiras semanas.

Morar sozinha

Sair de casa

O legal de morar sozinha é que você pode fazer o que quiser na casa. Os móveis vão ser dispostos do jeito que você quiser. A louça será lavada na hora que você tiver vontade, e ninguém vai estar mandando você fazer algo ou dizendo que você não deve fazer algo.

A parte boa é a independência e ser dona do próprio nariz e tomar todas as decisões da casa como você bem quiser. Claro que a parte difícil é que todas as contas e despesas são responsabilidades apenas suas e pode ser complicado para quem tem uma renda mais baixa.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre como evitar desperdício de alimentos em casa

Ter roommate

Sair de casa

Tem quem decide ir morar com um colega, pode ser um amigo ou até alguém que você não conhecia antes. Quem faz essa escolha vai precisar entender que existem regras para morar com alguém. Aquela pessoa não é alguém da sua família que costumava fazer de tudo para você.

As tarefas de casa são divididas, então é preciso honrar com seu compromisso. Você também vai precisar avisar com antecedência para essa pessoa se convidar pessoas para a casa. A organização e decoração da casa também devem ser um consenso. Afinal não é tudo só seu.

A parte boa é que vai sobrar mais dinheiro no fim do mês. Afinal as despesas da casa serão divididas em pelo menos duas pessoas. Ou seja, água, energia, aluguel, internet, taxas como iptu e condomínio e dependendo dos colegas, até alimentação, são divididos igualmente. O que diminui bastante os gastos mensais com as responsabilidades da casa.

Finanças pessoais

trabalhando

O ideal é que você possa se bancar sozinha, mesmo que decida viver com um rommate para economizar. Isso por que a qualquer momento aquele colega pode precisar sair da casa.

Então tenha cuidado para que suas finanças pessoais não sejam tão apertadas. E que você possa se bancar sozinha, mesmo que seja um estilo de vida menos luxuoso. Ter uma reserva de emergência para esses momentos quando sair de casa também é importante.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre como dividir sua renda para conseguir economizar 

Escolha do roommate

Sair de casa

Quem pensa em viver com um roommate deve tomar certos cuidados na hora de escolher o colega. É bom procurar por alguém responsável, afinal você não vai querer se dar mal. Às vezes nosso melhor amigo pode não ser a melhor opção, então tente ser racional nessa escolha.

Se você tem um amigo que quer dividir apartamento e é uma pessoa responsável. Então sim, vale a pena dividir com um conhecido, principalmente alguém que se pode confiar. Para quem vai se arriscar com um desconhecido, é bom conversar antes. Pesquisar sobre a pessoa e procurar saber a opinião de pessoas que o conheçam.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre a importância da reserva de emergência e como montar

Como decidir?

Sair de casa

Entre morar sozinha ou com roommate a decisão é muito mais pessoal do que se imagina. Tem gente que prefere abrir mão de economizar para ter mais privacidade ou por preferir ficar só. Outras pessoas, no entanto, não gostam de ficar sozinhas, mesmo que possam bancar um bom estilo de vida assim.

Por isso é bom entender como você se sente sobre viver sozinha. E também é bom entender se você gostaria de morar com outra pessoa depois de sair da casa dos seus pais. Nesse caso é bom saber qual o perfil de pessoa que você gostaria de conviver.

Se você prefere abrir mão de estar completamente sozinha hoje para poupar mais para um sonho então escolher um roommate pode ser o ideal. Quando sair de casa faça o que você achar melhor dentro de como você se sente. Mas não se esqueça de dar prioridade ao seu bem-estar nessa nova fase da sua vida.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.