NadaFrágil.com.br

Como ter uma renda extra em tempos de crise?


Fabíola Cunha

Para as mulheres que já têm alguma fonte de renda, mas querem complementar, ou para aquelas que querem adquirir independência financeira, ter seu próprio negócio, com revenda de itens ou fabricação caseira, é uma ótima pedida.

O segredo está na forma como você pode trabalhar: com horários flexíveis e controle da própria atuação, você pode calcular seus ganhos e ter o valor que desejar como objetivo.

Procurar uma fonte alternativa de renda é uma forma de conciliar a necessidade financeira com a disponibilidade de tempo. Então, organizando o dia-a-dia e tendo em vista sua meta, você consegue a renda extra que precisa, da forma como achar melhor.

E ainda estará trabalhando apenas com o que gosta e no seu tempo, algo que é difícil de fazer em empregos formais, onde geralmente as pessoas assumem um cargo e permanecem nele devido à estabilidade financeira.

Veja alguns ramos em expansão:

Cosméticos

renda extra

A revenda de cosméticos se mantém firme mesmo em meio à crise, pois os produtos desse setor não estão relacionados apenas à vaidade, mas também à auto-estima do dia-a-dia da mulher. Por isso as mulheres que se envolvem com a revenda nesse ramo podem facilmente encontrar uma clientela fiel, que merece ser visitada e informada sobre as novidades.

Com as redes sociais e aplicativos de comunicação pelo celular, fica fácil montar um grupo para atualizar sobre os produtos disponíveis. E fique atenta: a venda de cosméticos masculinos está em alta, com esse público cada vez mais interessado em produtos de perfumaria, barbearia e tratamentos diversos.

Vestuário

renda extra

Para se inserir neste ramo, é preciso desenvoltura, mas os resultados são pra lá de satisfatórios. Roupas são um item de consumo necessário, não um luxo, por isso é preciso também ter uma variedade de estilos e ficar atenta às especificidades do seu público.

Incluir roupas infantis, roupas de ginástica, plus size, etc. para não ficar para trás é uma boa pedida, além de se programar para as estações do ano e as tendências da moda. As redes sociais e aplicativos também ajudam nesse sentido, para marcar visitas, tirar dúvidas, oferecer novidades.

Lingerie

renda extra

Pode não parecer a princípio, mas as lingeries se assemelham aos cosméticos: não são peças de luxo, mas sim acessórios para a auto-estima da mulher, que quer se sentir bonita em todos os momentos. O mais indicado é trabalhar com peças adquiridas no atacado.

No site www.lingeriebratacado.com.br a revendedora vai encontrar os melhores produtos para atender a um público variado de mulheres que estão cada vez mais interessadas em peças exclusivas, confortáveis, versáteis e duradouras.

Peças mais elaboradas, para o dia a dia, masculinas, biquínis e maiôs, plus size e peças bem sexy estão disponíveis para que você monte seu mostruário e crie uma cartela de clientes com produtos escolhidos de forma personalizada. Todas as estações do ano podem ser aproveitadas para a venda de lingerie de todos os tipos, sem preocupações com sazonalidade.

Não deixe de conferir nossa matéria sobre Lingeries para cada tipo de corpo!

Refeições

renda extra

O nicho das refeições prontas, vendidas em marmitas, está em expansão. Com a crise, muitas pessoas que antes comiam em restaurantes por quilo estão procurando alternativas.

Por isso é vantajoso oferecer, além de uma refeição mais barata, comida com gostinho caseiro, opções light, vegetariana, sobremesas, e, para os fins de semana, massas e carnes assadas. É possível fechar pacotes semanais ou mensais para fornecer marmitas para lojas ou empresas, e conquistar uma clientela fiel.

Reparos e consertos

renda extra

Cada vez mais pessoas entram na terceira idade morando sozinhas, principalmente mulheres. Por isso, ter uma pessoa de confiança para realizar reparos e consertos de pequeno e médio porte pode ser um nicho interessante para a mulher empreendedora.

Esses trabalhos são feitos, é claro, dentro das residências, sejam casas ou apartamentos. Por isso, nas grandes capitais, algumas empresas já são formadas por funcionárias mulheres, que passam mais segurança e tranquilidade para um público que necessita do serviço.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta