NadaFrágil.com.br

Sapatos de Salto Alto em Excesso Podem Causar Problemas


Calila Galvão

Todos gostam de estar muito bem vestidos para qualquer ocasião, principalmente as mulheres. Além de ter que caprichar no visual com a combinação de roupas, estampas, estilo, maquiagem e acessórios, o sapato é item essencial na hora de dar upgrade no visual. O salto alto tem o poder de elevar, uma roupa simples para o trabalho, a um estilo “pronta para a noite”. É uma peça fundamental no guarda-roupa de qualquer mulher.

Que o uso do salto deixa a mulher muito mais elegante, isso ninguém duvida, além de serem lindos, charmosos e completamente irresistível. Mas alguém já parou para pensar a grande quantidade de males que ele pode trazer? Nosso corpo foi projetado para andar com o apoio completo do pé e não apenas com a parte anterior dele. Portanto, o salto modifica a funcionalidade dessa parte do corpo e é aí que mora o perigo.salto alto

Várias regiões podem ser afetadas, principalmente as articulações, que tendem a ser zona de maior impacto. Tornozelos, joelhos, quadris e até pescoço podem ser afetados pelo uso excessivo desse tipo de calçado. O corpo precisa se ajustar a uma “nova realidade” para que você possa andar de salto: o centro de gravidade muda de lugar, os ombros vão para trás e a cabeça para frente e modificando a angulação da coluna, para que você não perca o equilíbrio. Isso se chama Mecanismo de Compensação.

Esse posicionamento deixa as mulheres mais propensas a adquirirem, com o passar do tempo, problemas posturais sérios como uma lordose lombar ou uma cifose cervical. O grande problema para os membros inferiores, especialmente para os pés, é a falta de lugar para distribuir o peso do corpo. Quanto mais finos são os saltos, menos lugar para apoio do peso irá existir e para que não sejamos derrubadas, o nosso peso acaba sobrecarregando uma única articulação ou um único osso como no caso dos pés onde o metatarso é o mais atingido.

Outro problema que não é tão comum de acontecer, mas que está se tornando mais frequente é em relação ao uso de salto alto pelas crianças. Como o seu corpo ainda está em formação, a cartilagem, tendões e ossos tendem a se formar de acordo com a posição mais frequente do corpo. O uso do salto pode trazer, além dos problemas descritos acima, encurtamento do “Tendão de Aquiles” e se o problema se tornar permanente, só resolve com procedimento cirúrgico. Em adultos isso também pode acontecer, mas é raro.

Leia também: Dicas para usar salto alto e Salto alto sem dor.

salto alto 1

Aqui vai uma pequena lista dos principais problemas que o uso do salto em excesso pode causar diretamente ao nosso organismo:

  • Dedos em forma de garra;
  • Joanete;
  • Formação de calos;
  • Problemas nas unhas;
  • Tendinites;
  • Bursites;
  • Fratura do metatarso por uso excessivo;
  • Dores na parte frontal do pé;

Para quem não sai de casa sem colocar um bom salto, segue um alerta: é melhor reduzir a dose. Para ir ao trabalho ou fazer as atividades do dia a dia como fazer compras, o melhor é usar sapatilhas ou rasteirinhas. Mas se você não consegue de jeito algum deixar os saltos de lado, use um que tenha no máximo 5 cm de altura. Essa metragem é a mais recomendada pelos especialistas.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta