NadaFrágil.com.br

Dicas para aliviar a Gastrite


Eliana Lee

Comer é uma das coisas mais legais (e gostosas) que existem, certo? Nem para todo mundo. Quem sofre com gastrite pode passar dias com sintomas horríveis como sensação de estomago cheio o tempo todo, vontade de arrotar, dor abdominal e no peito, azia e queimação forte. Chato, né?

Quando está em momento de “crise”, a pessoa com gastrite precisa cortar diversos alimentos que lhe são prazerosos e acaba evitando sair por causa das dores e desconforto.

Existe tratamento e medicações adequadas, mas, infelizmente, se a dieta não for adequada (para o resto da vida!), a gastrite pode voltar diversas vezes, fazendo com que novos episódios de crise apareçam.

Gastrite e Dor no Estômago

O que é a gastrite?

Basicamente, a gastrite é a inflamação da mucosa gástrica, ou seja, o interior do estômago fica lesionado.

Ela é geralmente manifestada através de sintomas desconfortáveis como náuseas, queimação e mal estar.

Ela pode ser controlada, mas é necessário que a dieta ideal seja mantida sempre pois há riscos de as dores e os incômodos voltarem sempre que determinado alimento for consumido.

Como diagnosticar?

A gastrite é detectada através de um exame chamado endoscopia, que o médico especialista pode pedir para verificar se existe a presença de uma bactéria chamada Helicobacter Pylori. Isso é feito através da colhida de biópsia, ou seja, um pedacinho minúsculo da sua mucosa gástrica é retirado para análise posterior. Se não há a presença da bactéria, as causas da gastrite podem ser má alimentação ou até mesmo razões emocionais como estresse ou depressão. A junção de uma rotina estressante com um alimentação deficiente é, com certeza, um fator que contribui para o surgimento da gastrite.

O exame pode assustar num primeiro momento, mas não há com o que se preocupar: ele é indolor e o paciente permanece sedado (sedativo leve) durante a realização do mesmo.

Dicas para prevenir e aliviar momentos de crise

  • Faça refeições menores, mais vezes ao dia e mastigando muito bem os alimentos. Lembre-se de não sobrecarregar seu estomago.Alimentação saudável
  • Evite frutas e sucos cítricos, assim como leite em demasia. Refrigerante também deve ser cortado.
  • Evite tomate, pepino e comidas com molho branco.
  • Não fume e procure praticar exercícios físicos. Alongamentos são uma ótima maneira de começar o dia.
  • Você pode tomar chá, exceto o preto e o mate.
  • Alguns estudos apontaram o leite fermentado como alimento positivo no tratamento. Observe se alivia ou aumenta o desconforto depois da ingestão. Se aumentar, não continue tomando.
  • Doces enlatados, como doce de leite e brigadeiro, assim como chocolates devem ser cortados totalmente durante o período de crise.
  • Procure ingerir queijo branco e pão integral, evitando o pão francês. Se preferir comê-lo, tire o miolo.
  • A couve é um ótimo cicatrizante natural. Ingira o suco (bata as folhas com água filtrada) algumas vezes por dia, entre as refeições e pela manhã, em jejum.

No geral, inclua frutas e legumes em sua dieta e evite alimentos gordurosos, industrializados e frituras. Lembre-se de tomar bastante água e fazer exercícios de respiração e controle da ansiedade. Seu estômago agradece!

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta