Endometriose: um Mal Feminino

Se você é daquelas que já imagina o dia da chegada da sua menstruação e prepara um verdadeiro arsenal de remédios para dor, então está no lugar certo. Você pode ter endometriose. Um mal que atinge as mulheres há anos e que pode causar infertilidade. E como já dizia um bom estrategista, a melhor maneira de derrotar o seu inimigo é conhecendo-o bem. Então, vamos lá!

O que é endometriose?

O endométrio é uma camada interna localizada no útero, sendo a cada menstruação renovada. É nessa camada onde o óvulo se fixa para receber o espermatozoide para ocorrer a fecundação. A endometriose é caracterizada pela presença de células endometriais fora do tecido, ou seja, fora do endométrio.

colica2

Os locais mais comuns disso acontecer são nos ovários, peritônio pélvico e no local entre o útero e o reto. Existem 10 tipos de endometriose que são classificadas de acordo com a localização. Ela é bastante comum, ocorrendo entre 10% e 15% das mulheres em idade fértil normalmente entre 25 e 35 anos. A causa ainda não está bem esclarecida, mas acredita-se que parte do sangue da menstruação reflua para outros locais do corpo, atingindo os órgãos ou que seja causa genética.

Principais sintomas da endometriose

O principal sintoma da endometriose é dor excessiva na região uterina e que pode ocorrer antes ou depois do período menstrual. Outros sintomas que serão listados a seguir estão associados:

  • Dor durante ou depois do ato sexual, também chamada de dispareunia;
  • Dor e sangue nas evacuações urinárias e intestinais;
  • Também pode ocorrer diarreia e urina em excesso;
  • Começar a menstruar muito cedo;
  • Não ter tido filhos;
  • Menstruação que dure mais de 7 dias;

Se você possui alguns desses sintomas o melhor a faze agora é procurar o médico. O diagnóstico é simples e pode ser realizado com exame ginecológico e alguns exames de laboratório e imagem como laparoscopia, ultrassom endovaginal, ressonância magnética e a análise do marcador tumoral CA-125 encontrado em exames de sangue.

  Arginina: o que é e para que serve

Tratamento da endometriose

O tratamento vai depender do seu objetivo. Por exemplo, se você quiser ter filhos vai precisar de um tipo, se a patologia estiver num estágio muito avançado será de outro. E se você quiser simplesmente esperar a menopausa chegar a endometriose desaparecerá junto com a sua menstruação e você precisará apenas de medicamentos para lhe ajudar com as cólicas.

Para casos menos graves é admitido um tratamento que varia de 6 a 12 meses com uso de contraceptivos orais, anti-inflamatórios que não contenham hormônios e alguns exercícios físicos. Outros casos de maior gravidade necessitam de tratamento cirúrgico para remoção das células endométricas ou até remoção de partes dos órgãos como o útero, trompas e ovários.

colica4

Quem acha que sentir cólica é o normal de toda mulher, está enganada. Você não é obrigada a sentir dores todos os meses só porque menstrua. Vá ao seu ginecologista de confiança, conte o que está acontecendo, faça todos os exames necessários e se beneficie com um diagnóstico precoce. Quanto mais cedo a endometriose for tratada, mais rápido o problema irá por água abaixo.

Separei mais esses conteúdos para você:

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui