NadaFrágil.com.br

Evite os Acidentes Domésticos


Eliana Lee

Você já deve ter ouvido essa triste estatística por aí: os acidentes domésticos são responsáveis por uma grande parte dos ferimentos graves que levam pessoas a hospitais todos os dias. Cortes e queimaduras estão entre os principais vilões, mas simples objetos que possuímos em casa também são capazes de machucar (e muito) uma pessoa.

Segundo dados da APSI (Associação para a Promoção da Segurança Infantil), apesar de os casos fatais terem diminuído, os internamentos de crianças devido a traumas domésticos ainda continuam a ser a maior causa de mortes até os 18 anos (dados de março/2013).

Acidentes Domésticos

Na maioria das vezes, essas situações traumáticas podem ser evitadas, se tomadas as devidas precauções. Existem algumas regrinhas bem simples que podem ajudar você a afastar o risco de acidentes domésticos. Se há crianças em sua casa, então, aí é que o cuidado precisa ser redobrado e as regras seguidas a risca! Não perca tempo e comece a verificar se sua casa é mesmo um ambiente seguro para todos.

Cuidados com a estrutura da casa

  • Escadas são atrativas para crianças em suas fases inciais de vida. Se seu filho já está andando, é hora de dar atenção especial às escadas. Instale portões e grades no começo e no fim da escada. Existem no mercado alguns modelos próprios com fácil instalação para manter os pequenos longe dos degraus.
  • Em apartamentos, instale grades e telas nas janelas e nas portas que dão para sacadas e varandas. Faça isso o quanto antes, mesmo que a criança ainda não ande.
  • Na hora de escolher tomadas e aparelhos elétricos, não economize: isso pode até ser um empecilho inicial para você, mas valerá a pena. O risco de choques e curtos é muito maior se você optar por produtos de qualidade duvidosa, portanto, nesse caso, sempre que puder, opte por produtos de marcas reconhecidamente seguras.
  • Utilize protetores de tomada para proteger as crianças que engatinham do risco de choque. Eles são facilmente encontrados em lojas de construção.

Laia também:

Cuidados com armazenamento de produtos e objetos

  • Tenha uma caixa de remédios e procure mantê-los em um lugar seguro e se possível, trancado a chave. Escolha uma prateleira ou armário para isso e lembre-se de sempre checar as datas de validade de cada medicação. Sempre os mantenha em suas embalagens originais, junto com as bulas, para que possa se lembrar qual é a Acidente Domésticofinalidade do produto.
  • Produtos de limpeza também devem ficar no alto. Invista numa prateleira e armazene-os todos na parte de cima do cômodo. Outra dica importante é nunca despejar o produto em garrafas pet de refrigerante, para não atrair a atenção das crianças.
  • Moedas, tesouras, bijuterias e outros objetos pequenos não devem nunca ser guardados em criados-mudos que sejam de fácil acesso ou gavetas baixas, para evitar que a criança coloque o objeto na boca e se engasgue.
  • Cosméticos também merecem atenção especial. Não dê as embalagens para a criança brincar nem as deixe em local de fácil acesso.
  • Cuidado também com fios de aparelhos domésticos. Quando não estiverem em uso, enrole os fios e mantenha-os sobre a bancada, junto ao aparelho. Isso evita que a criança puxe, correndo o risco de cair em sua cabeça.
  • Facas e outros objetos cortantes devem permanecer em gavetas próprias e de preferência, lacradas com prendedores apropriados. Essas pequenas travas evitam a abertura de gavetas e portas, fazendo com que a criança perca o interesse em abri-las.

Cuidados para prevenir queimaduras

  • Evite tomar bebidas quentes enquanto está com a criança no colo. Da mesma forma, evite cozinhar ou fazer qualquer tarefa que envolva altas temperaturas enquanto segura o bebê.
  •  Com bastante calma, sempre explique para a criança que a cozinha não é local para se brincar e leve-a para o quarto, para seus brinquedos ou outra área em que ela possa circular livremente. Ainda assim, crianças quando começam a caminhar querem “ganhar o mundo” e não param um segundo sequer. Portanto, quando houver panelas no fogão, lembre-se de virar todos os cabos para o lado de dentro para não haver a possibilidade de a criança puxá-los.

Cuidados para prevenir quedas

  • No quarto da criança, mantenha o berço cada vez mais baixo conforme a criança cresce.
  • Evite o uso de beliches, mas se não houver opção, lembre-se de proteger as laterais com grades.
  • Não faça uso de tapetes pois os pequenos podem tropeçar ou escorregarem sobre o piso.
  • Ao dar banho na criança, mantenha todos os produtos que vai precisar usar bem perto de você, para que não precise se afastar nem mesmo por um segundo para buscar alguma coisa. Quando a criança já for maior e tomar banho de chuveiro, invista num tapetinho próprio antiderrapante para a área do box. Ainda assim não o deixe sozinho durante o banho.

Cuidados para evitar asfixia

  • Pode não ser visualmente tão bonito, mas o ideal é que o berço da criança não contenha brinquedos ou bichinhos de pelúcia. Quanto mais “livre” for o espaço, mais seguro é para o sono e afasta-se o risco de a criança se asfixiar durante a noite.
  •  Sempre (sempre mesmo) compre brinquedos de acordo com a faixa etária da criança e com o selo do órgão de proteção de acidentes. Mesmo que seu filho já seja “bastante esperto” não dê a ele brinquedos que não sejam próprios para sua idade. Peças pequenas podem ser engolidas, por simples curiosidade, causando engasgo e asfixia.
Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta