As Propriedades e os Benefícios do Chocolate

Quem consegue resistir a esse delicioso alimento? Serve para qualquer momento, seja na alegria ou na tristeza, na saúde ou na doença, até que a morte nos separe. Por ser tão bom é consumido em larga escala no mundo todo e é também um excelente presente para diversas ocasiões. Mas como tudo em excesso é sobra comer chocolate em excesso pode trazer alguns males, mas se for ingerido de maneira moderada, pode trazer inúmeros benefícios.

Chocolate barras

 

História do Chocolate

O cacaueiro é cultivado desde 3 mil anos atrás numa região conhecida por nós como Mata Atlântica, que se localiza em quase toda a extensão da faixa litorânea brasileira (apesar de estar quase no fim por causa do desmatamento). Primeiramente o cacau foi usado para fabricação de uma bebida amarga feita à base da semente da fruta e só depois é que foi introduzido no preparo de alimentos. Era também usado em cerimônias e apenas a elite podia consumir a iguaria.

O chocolate só foi introduzido no Brasil no século XVII através dos portugueses. Ele foi produzido em larga escala no município de Ilhéus, na Bahia, no século XIX. A região liderou o mercado entre os anos de 1905 e 1910 pelo clima altamente favorável para o cultivo da planta. Por causa da praga chamada Vassoura de Bruxa, o nosso país passou ao lugar de 5º maior exportador mundial.

Tipos de chocolate

  • Ao leite: possui como ingredientes principais o leite em pó ou leite condensado, que é o mais utilizado pelos fabricantes. O teor de cacau está entre 25 e 40%.
  • Meio amargo: aqui você ainda vai encontrar outros desdobramentos como o chocolate extra amargo que possui cerca de 75 a 90% de cacau, o amargo com 50 a 75% de cacau e o meio amargo que possui de 40 a 50% de teor de cacau. Se você deseja ingerir apenas os benefícios desse alimento, o mais recomendado o extra forte que já é considerado um alimento funcional. O meio amargo também é uma boa pedida, pois é menos calórico e possui menos açúcar, leite e gordura.
  • Chocolate branco: é o menos nutritivo de todos, pois não possui cacau puro e sim apenas a manteiga de cacau, leite e açúcar.
  • A base de soja: ela foi fabricada pensando nos diabéticos, pois é livre de lactose e glúten e é 100% vegetal.
  • Diet: como o próprio nome já diz, não possui açúcar, porém tem mais gordura, sendo por esse motivo mais calórico do que os comuns. Para substituir o açúcar usa-se o sorbitol e a sacarina.
  • À base de alfarroba: a alfarroba é uma vagem e com ela é fabricada uma farinha obtida através da torrefação e trituração. A farinha substitui o cacau e possui de 48 a 56% de açúcar (sacarose, glucose, frutose e manose), 18% de fibra e alto valor de cálcio e fósforo.
  Soluções para “Os calores da Menopausa”

Tipos de chocolate

 

Os benefícios do chocolate

Os mais recomendados para serem ingeridos diariamente são os extra amargos e os meio amargos  que possuem altas concentrações de cacau puro e possuem propriedades antioxidantes. Além disso, reduz a pressão sanguínea, reduz o LDL (colesterol ruim), protege contra as doenças do coração, previne contra o envelhecimento precoce e ajuda na redução da TPM, ansiedade e depressão. Por causa da liberação de endorfinas que o chocolate proporciona, a pessoa que o consome aumenta o apetite sexual e a sensação de bem estar.

Mas não vá se animando e comprando quilos e mais quilos, pois a recomendação diária é de apenas 20 a 40 gramas por dia, o que equivale a um quadradinho daquela barra enorme. Mas agora você já tem desculpas mais que suficientes para comer pelo um menos um pedacinho desse delicioso alimento todos os dias.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui