NadaFrágil.com.br

Entenda as cinco linguagens do amor


Milena Costa

O antropólogo Dr. Gary Chapman, entendeu que existem cinco linguagens do amor. A partir de seus estudos sobre o amor e as relações humanas. Muitas vezes acreditasse que o amor acabou após o relacionamento ganhar uma rotina. Ou muitas vezes você pode acreditar que não é amada pela outra pessoa.

Seja em uma relação com marido, namorado, pais, filhos ou amigos. A verdade é que vocês podem simplesmente não falar a mesma língua do amor. Assim um não recebe a mensagem do outro. Entenda quais são essas linguagens e como usar essa informação para melhorar seus relacionamentos.

cinco linguagens do amor

Palavras de afirmação

Um dos métodos muito comuns de expressar sentimentos entre as linguagens do amor é usar palavras. Não é só dizer o “eu te amo”, é elogiar a pessoa. Parabenizá-la por suas conquistas, falar bem de suas qualidades. Encorajar o outro a fazer coisas que queira e dizer que ele é capaz de conquistar seus objetivos.

Atitudes

cinco linguagens do amor

Para outras pessoas, simplesmente falar não é suficiente. Nesse caso são usadas atitudes para demonstrar amor. Pode ser cozinhar algo que a outra pessoa goste, preparar uma tarefa da casa para que o outro tenha menos trabalho.

Se importar em ajudar em uma atividade da faculdade ou trabalho que o outro pode estar com dificuldade. Ficar até tarde fazendo algo que interesse ao outro, ir a algum lugar que a outra pessoa quer. Fazer todas essas coisas com muito carinho e por vontade própria. Essa é uma das linguagens do amor.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre como usar a comunicação não violenta para gerenciar conflitos

Toque físico

cinco linguagens do amor

Para muitos o toque físico é considerado um jeito de expressar amor. Abraçar, fazer um carinho, dar um beijo, um cafuné. Relações sexuais também podem representar uma linguagem do amor para quem fala o idioma do toque físico.

Mas não é uma linguagem que serve apenas para as relações amorosas. Um abraço entre pais e filhos, ou amigos, tudo isso são gestos de amor. Principalmente para quem tem essa linguagem como a sua principal.

Dar presentes

cinco linguagens do amor

Quem não fala esse dialeto pode achar que quem gosta de ganhar presentes é interesseiro. Mas não é assim que funciona. Essa linguagem não tem como foco o valor material do presente e o dinheiro que foi gasto naquilo. Essa linguagem tem a ver com o gesto da pessoa querer dar algo que agrade o outro.

O gesto de ter procurado algo que agradasse o outro, ou até mesmo de ter feito à mão. Essas pessoas também estão propensas a dar presentes para as pessoas amadas. Então é como uma troca.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre 10 dicas para manter seu relacionamento saudável

Tempo

cinco linguagens do amor

Para as pessoas que entre as linguagens do amor, enxergam o tempo como uma expressão de amor, é muito mais do que tirar uma horinha para ver alguém em um restaurante. Para elas é preciso disponibilizar tempo de qualidade para o outro.

É preciso se desconectar do resto do mundo e curtir a companhia do outro. Para elas sentar para assistir um filme enquanto mexe no celular não é uma expressão de amor. É preciso disponibilizar tempo de qualidade e curtir o tempo que se passa com a pessoa amada.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre como manter amizades a distância 

Dica

cinco linguagens do amor

Antes de tudo identifique quais são as linguagens do amor que você fala. Entenda quais delas são mais importantes para você. Se conhecendo bem, você poderá conversar com seu parceiro ou outra pessoa com quem tenha problemas no relacionamento.

Pedir para o outro também identificar qual linguagem ele mais fala é uma boa ideia. Então os dois podem conversar de forma aberta, respeitando o dialeto do outro. Assim podem aprender a falar um pouquinho o idioma do outro, enquanto o outro aprende a falar o seu.

Isso pode melhorar muito seus relacionamentos e tudo na verdade poderia ser só um desencontro de formas de amar. É muito importante aprender a respeitar a forma do outro de expressar amor, mesmo que não faça nenhum sentido para você.

Facebook NadaFrágil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *